Uma no cravo outra na ferradura

Tive um amigo que dizia, bem humorado, que dos três filhos só o primeiro era dele, sendo o segundo filho do Ogino-Knaus, aliás dois, Hermann Knaus e Kyusaku Ogino, e o terceiro da sogra. O último resultara do método que a sogra ensinara à filha e que não se revelou mais eficaz na contraceção do que o método das temperaturas.

É da saudar a abertura do papa Francisco para a limitação da natalidade no planeta, que já não suporta a população atual. Dizer aos casais católicos, nos outros terá ainda menos influência, que devem ser conscientes e não se reproduzirem como coelhos, é acertado e revela consciência social.

As Igrejas são instituições difíceis de compreender e de difícil compreensão do mundo.

Não se pode exigir a um homem solteiro, por mais amparo que tenha do Espírito Santo, pai uma só vez, de forma exótica, que seja uma autoridade em contraceção e que rompa com os preconceitos da sua Igreja.

Francisco esteve bem na advertência à proliferação humana, condenando o fenómeno mimético com a cunicultura, mas esteve mal quando, manteve a tradição de aconselhar os métodos caseiros do meu amigo e, pior, quando apelou à abstinência, um método tão infalível, é certo, como o do copo de água. Em vez de.

Esqueceu o apelo das hormonas.

Comentários

Manuel Galvão disse…
Desaconselhar a contraceção é só uma forma que a igreja tem de manter o seu rebanho mais unido à Santa Madre Igreja.
É que, sendo proibido, é mais apetecido e mais praticado, com a vantagem de conduzir os fieis à casa das confissões sempre que prevaricam. É bom para todos.

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita