Barreto Xavier: gato escondido com rabo de fora…


O Governo está prestes a completar 4 anos de exercício de funções. 
Barreto Xavier, secretário de Estado da Cultura, andou a passear-se pelos corredores do poder e dá a sensação que se entreteve a despachar à toa (como no mediático caso da venda dos quadros de Miró).

A poucas semanas de acabar o mandato, num Forum a decorre no CCB, lança um intrigante desafio: “Durante três dias, artistas, governantes, pensadores e especialistas nas áreas da política, religião, economia, entre outras, vão debater o papel da cultura na sociedade portuguesalink.

O comentário que esta afirmação suscita é o seguinte: os portugueses julgavam que o governante para a cultura saberia ab initio qual era esse papel. Em caso de dúvida, de dificuldade de compreensão ou incapacidade de apreensão sobre esse papel seria de esperar que não tivesse aceitado exercer esse cargo.

Será difícil compreender que o desejo manifestado pelo secretário de Estado não seja uma peça da campanha eleitoral da actual maioria. Decidiu fazer prospecção para elaborar o programa eleitoral respeitante à Cultura a apresentar para a legislatura de 2015-19. Por mais desmentidos que sejam proferidos.

Os portugueses não andam por cá para ver passar os comboios…

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido