Espanha - Privilégios da ICAR

O ministério das Finanças espanhol arrecadou 2.500 milhões de euros para os bispos desde 2007.

O montante de que beneficiou a Igreja católica é um privilegio cada vez mais obsceno, não apenas porque são obrigados a contribuir todos os crentes, mesmo os que não desejam, mas os crentes da concorrência, ateus, céticos, agnósticos e racionalistas.

Acresce que, enquanto o contributo tributário para a ICAR tem permanecido praticamente estável durante a crise, as despesas públicas foram alvo de severos cortes.

Leia no jornal Público espanhol a notícia que, relativamente a Portugal, muitos portugueses esperam.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …