ITÁLIA: o sepulcral silêncio prenunciador de tempestade…

Com a Itália à beira do colapso financeiro a Comissão Europeia assobia para o lado. Neste momento o BCE fala em resgates de bancos mas os burocratas aproveitam a oportunidade para reafirmarem os princípios europeus e a solidez da União link.

O rés-do-chão do edifício europeu ameaça ruina. Mas os mestre-de-obras atestam que as paredes do 1º. 2º, 3º, … até ao 27º. estão sólidas e recomendam-se!

Faz lembrar aquela do carioca desiludido com o Rio de Janeiro que olha para o aeroporto do Galeão e implora: o último que apague a luz!

Adenda: nos bastidores movem-se palhaços que riem da insensatez que semearam (já) às escuras. Ao longe os grilhos cantam...

Comentários

e-pá! disse…
Passados 2 dias continuam os jogos de bastidor. A UE não quer eleições por várias razões mas a maior será porque pensa que com mais um governo de tecnocratas será mais fácil impor resoluções aos bancos italianos nomeadamente à catastrófica situação do Banco Monte dei Paschi di Siena, o mais antigo de Itália.
Vamos estar atentos como um outro italiano Draghi vai lidar com a situação e em que circunstâncias Merkel poderá tomar qualquer decisão antes de Outubro. O referendo italiano mais do que um impasse político interno vai 'paralisar' o Ecofin por largos vezes. Vai ser uma espécie de orçamento por duodécimos.

Mensagens populares deste blogue

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Nigéria – O Islão é pacífico…

A desmemória e a dissimulação