A boçalidade do porta-voz da Casa Branca da era Trump

Sean Spicer (V/ foto), porta-voz da Casa Branca originou hoje (terça-feira) uma forte polémica, digna da equipe de Donald Trump, com a comunidade judia.

Quando pretendia explicar o ataque dos EUA da última semana, sobre uma base aérea síria, o ignorante porta-voz argumentou que Bachar El Assad era pior que Adolf Hitler que “nem sequer desceu tão baixo para usar armas químicas”.

Nem a cara dos jornalistas presentes na sala de imprensa o desassossegou, mas bastaram alguns minutos para que, depois da sua saída e de tão insólitas palavras, a Casa Branca emitisse um comunicado em que o desmiolado porta-voz assegurava que jamais tentara desvalorizar o horror do Holocausto.

O maior problema de Trump e da sua equipe é a profunda ignorância.

Fonte – El País

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975