No 15.º aniversário da sua morte

Homenagem ao Herói de Abril que os que mais lhe devem tudo fazem para esquecer.

Comentários


Há quem não o esqueça,nunca!

Mensagens populares deste blogue

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Nigéria – O Islão é pacífico…

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …