A greve ou a insurreição

Se os factos se verificarem a República não pode deixar de responder de forma musculada.

Os Tribunais terão de desempenhar o seu papel.

Vale a pena ler este artigo do Expresso.

Comentários

e-pá! disse…
Convém não exagerar e acabar por dar razão a Rui Rio que, na fase agónica da greve dos motoristas, apareceu a adivinhar o resultado (e os tramites) um pouco ao estilo futebolístico de 'prognósticos só depois do jogo'.

O motorista que escreveu o mail não cometeu qualquer crime (de insurreição ou outro) e tão-somente usou da sua liberdade de expressão.

Mais, o seu mail não passa da enunciação de um 'facto político', coisa que o seu compincha de uma fortuita viagem - nos tempos de comentador - usava e abusava.

Todavia, este mail revela outras coisas.
A mais evidente é que a resposta musculada do Governo (serviços mínimos extensos e requisição civil precoce) surpreendeu da direcção sindical da jornada de luta. O novel sindicalista Pedro Pardal Henriques já deve ter compreendido que não faz greves quem quer mas quem pode e sabe.

E outra coisa. Para uma greve não se transformar numa espécie de haraquíri sindical tem de existir capacidade para avaliar, a par e passo, a correlação de forças no terreno... e não temos visto isso!
Penso que o Sr. Steve Banon se não andou com os motoristas do Pardal é como se tivesse andado.

Raramente tenho NET.

Abraço, e-pá.
rui esteves disse…
48 DIAS
Faltam 48 dias para as eleições legislativas.
E durante estes 48 dias, vamos ter a extrema direita a tentar mudar o sentido de voto.
Deitar fogo ao país, não resultou.
A greve dos motoristas está a dar as últimas.
Não há semana em que não inventem uma merdice qualquer para virar as pessoas.
E vêm as sondagens e o povo continua sereno, com a direita a sumir-se e a esquerda em alta.
E temos agora uma nova ameaça: a extrema direita infiltrada nas policias criou um movimento clandestino para derrubar o governo.
Esse movimento clandestino chama-se Movimento Zero e teve o seu lançamento no telejornal da RTP do Zé Rodrigues dos Santos.
A RTP do Zé Rodrigues dos Santos é paga por todos nós.
Não pertence ao Zé Rodrigues dos Santos, mas até parece que é dele.
E amanhã, na SIC e na TVI, na RTP 3, na TVI 24, na CMTV - vamos ter propaganda ao Movimento Zero.
Ou o governo e a PGR agem em defesa do Estado de Direito, ou teremos aqui uma grande bernarda.
Teremos uma minoria em perda a tentar dominar a maioria que não está ao lado deles e que mês após mês tem demonstrado que não quer ver a direita a governar(-se).
Mas os abutres não desistem.

Mensagens populares deste blogue

Vasco Graça Moura