Há 83 anos – A Guerra Civil espanhola e o massacre de Badajoz (14-08-1936)

Foi um dos crimes mais sinistros cometidos pelos homicidas de Franco no início da sublevação que derrubou a República espanhola.

Os historiadores calculam em 4.000 (10% da população da cidade) as vítimas do massacre, sumariamente fuziladas e cuja investigação foi [e ainda é] impedida.

Os sediciosos foram protegidos em solo português antes da rendição. Depois, a GNR prendeu as vítimas que se refugiaram do lado de cá da fronteira e, por ordem de Salazar, entregou-as para serem fuziladas.

É esta cumplicidade ibérica com o fascismo que hoje se procura esconder e, sobretudo, esquecer.

Enquanto em Madrid o PP faz acordos com o VOX para conquistar o poder e preservar a memória do genocida Franco, os democratas portugueses mantêm-se solidários com a Espanha que ainda sangra.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime