Tibi gratias, Mário Soares

Quando um homem não desiste de lutar, aos 81 anos, é um exemplo para um povo que oscila entre a depressão e a euforia.

Quando alguém que já foi tudo, nada tendo a ganhar, se envolveu numa dura e incerta batalha, é porque a força anímica e as convicções persistem.

Ser octogenário, lúcido e combativo devia provocar respeito, admiração e estímulo. As qualidades que exornam Soares não exigiam que se lhe confiasse o voto, a sua luta pela liberdade não obriga à devoção, mas os serviços prestados a Portugal merecem respeito.

Há nações que são gratas a quem sacrifica a vida ao serviço das convicções, a quem se entrega a causas e molda a história do povo a que pertence. Não é o caso de Portugal. Estive várias vezes do lado oposto a Mário Soares, fui eu que geralmente me enganei.

Admiro-o pelas virtudes e estimo-o, ainda, pelos defeitos. Só quando me convenci de que seria difícil vencer é que decidi apoiá-lo. É uma honra estar com o homem que não temeu a derrota como não temeu a prisão, o exílio e as perseguições.

Partilho com Mário Soares o gosto imenso pela liberdade. Aprendi tarde a estimá-lo na sua enorme grandeza cívica, no desapego ao bem-estar, na renúncia ao sossego do lar.

Numa idade em que muitos se contentam em não morrer Mário Soares exige viver e dá uma lição de profunda grandeza e enorme vitalidade.

Obrigado, Mário Soares, por me ter permitido partilhar a derrota e pelo exemplo que deu a Portugal.

Comentários

Anónimo disse…
Quem não sabe sair em tempo da vida política é empurrado. Não há vacas sagradas. É a lei da vida. Não se pode ser "peão de brega" aos 80 anos. Por muito que isso doa a algumas consciências. O Mário Soares tinha atingido um estatuto em Portugal onde era praticamente inimputável. Pelo seu passado e por tudo aquilo que representava na nossa democracia. Duma assentada atirou tudo pela janela fora. Percebo aquela postura do "enfant terrible" que nunca se rende. Mas continuar aos 80 anos a fazer o que fazia alegremente aos 40, não é sinal de sageza. Mas o pior é quando começar a destilar fel quando perceber (já percebeu!!!) que foi usado e abusado por Sócrates e companhia. Vai ser bonito de apreciar.
democratizar os partidos disse…
Podem até criar o crime de abuso político de octagenários...

Mas Soares não merece que o tratem como um troféu de caça.
Aliás, o que teria sido a campanha sem ele?

Já agora, o PSD vai discutir as primárias. Era bom que o PS fizesse o mesmo, ao invés de continuar com o directório.

Não é preciso inventar nada. Veja-se como se faz nos EUA.

Esse foi o grande erro de Soares: lançar-se aos leões como se não houvesse mais candidatos ao martírio.
Os partidos têm que se democratizar mais, caso contrário dão cabo da Democracia.
Anónimo disse…
Mas afinal o Soares perdeu????
O Esperancinha, dizia sempre que ia ganhar...
Anónimo disse…
As transformações que a História induz são impossíveis de parar. Depois de há largos anos se gritar "Comunas p'rá Sibéria" (quando a Rússia ainda lhes era o Sol), é tempo de novo grito "PSDs p'ra Guantanamo !", visto que agora o Sol está do outro lado ...
Mano 69 disse…
Ó anónimo das 3:43AM

Olhe que Guantanamo é parte integrante, dizem eles, de Cuba...
Anónimo disse…
MP3 - Há duas sem três!!!
Anónimo disse…
"Partilhar a derrota..."!!! Ó Esperança, agora perder também é um objectivo de vida?!!! Muito me contas com as tuas pedantices. Conheces aquela história da raposa e das uvas: estão verdes... não prestam... E mais outra lição: Se verdes não prestam, maduras de mais enjoam...
Margarida disse…
A tese de que a esquerda dividida valia mais que a esquerda unida foi derrotada, mas lamentavelmente quem a dividiu não quer perceber isso e insiste na divisão. Há esquerda mais burra que esta esquerda divisionista?
Anónimo disse…
MP3 Não há duas sem três...

viu-se... eh eh
Vitorino disse…
MP3, desapareça de vez
Anónimo disse…
ohhhhh não digam isso do Soares.. coitadinho!
MP3 Desapareça de vez????? Isso não se diz do Soares...
Anónimo disse…
AO SENHOR QUE ESCREVE CIOM O NOME DEMOCRATIZAR OS PARTIDOS:

Meu caro senhor(a):
No PS não há directório como no PSD ou na CDU. Este é o partidoque tem as directas nos seus estatutos desde 1991. Este é o partido cijo secretário-Geral e candidato a Primeiro-M ninistro é eleito directamente por todos os militantes socialistas com as quotas pagas.
O PSD só agora deu esse passo rumo à sua democratização.
Por isso o PS dispensa lições dessa natureza qdo é e foi o primeiro dos partidos a impôr a si essas regras básicas de democracia.
Agora só é preciso que os oportunistas como Manuel Alegre trabalhem um pouco na construção de um Portugal Maior e não se limitem a figuras de retórica sem qualquer conteúdo construtivo.
el__sniper disse…
Ao anónimo anterior:
De pouco vale o partido ser democrático se na adesão ao mesmo se comporta como se fosse um clube privado.
robespierre disse…
Por favor, o Alegre só teve votos, muitos é verdade.

De resto o que ficou para o ideário da cidadania activa /participativa?!

O testemunho de um "cristão novo", agora convertido de fresco à cidadania depois de 31 anos montado no sistema dos partidos (no caso, o PS)que o levou a ser e permanecer DURANTE 31 ANOS DEPUTADO, E POR INDICAÇÃO DO MESMO PS, VICE-PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA.

Digam uma coisa palpável que o Alegre tenha feito pelo seu circulo eleitoral (coimbra) nestes 31 anos?
Quantas vezes o viram por aí, ... para além dos salões de luxo, do "penacho", e das sessões com as "altas figuras"???

Cidadão? Ah pois, é como qualquer um.
Agora também como outros, pertence à CASTA de SUPRA-SUMOS que por aí campeia e se julga melhor que o resto. Uns privilegiados que tiveram sempre tudo de borla.

Cidadão sou eu e aqueles com quem viajo de autocarro todos os dias, que se estão a marimbar para os Alegres da Poesia e do "a mim ninguém me cala".

Ai não que não cala. Tivesse ele que trabalhar numa fábrica a ganhar 90 contos por mês e veria se não calava. Se calhar até piava fininho e afinado... pela batuta do encarregado.
Especialmente se a fábrica fosse ameaçada de fecho.

Vocês por aqui são é uns liricos de barriga cheia e cartão de Crédito avantajado.

Deixem-se de lérias e comecem é a proteger quem trabalha e a reflectir sobre a pobreza e o desemprego que grassa pelo País. Em vez de semearem lengalengas no vento que passa... ou no Post do dia.

Quem tem ambições e ego já nós sabemos:
Agora, quem tem soluções para o país e para as pessoas concretas que todos os dias passam por Vós de cabeça baixa ou com os olhos tristes??

Mas isso não vos interessa. É demasiado real, comum, para as Vossas Reais Cabeças.

Não venha por aí uma "guilhotina"...
Ou uma revolução portuguesa!

Mas Isto é só a brincar, aliás como Vossas Exas fazem...
Anónimo disse…
Caros amigos,
As "presidenciais" que ontem terminaram trouxeram, na minha humilde opinião, a certeza do amadurecimento da democracia portuguesa. E cheguei a esta conclusão pelo cruzamento de vários factos:
1 - Soares, apesar de toda a pressão sentimentalista e ideológica; apesar de agitar fantasmas de outros tempos e de outros regimes; apesar do ataque vil e caluniante não logrou atingir nenhum dos objectivos a que se propôs. Perdeu com Cavaco, perdeu com Alegre... Perdeu a toda a linha. Para quem se julgava pai de alguma coisa, voltou para a lareira e para os chinelinhos quentes com o dito entre as pernas... Tenhamos Esperança que não volte.
(para o caso de decidir voltar, lembro que durante este ano temos eleições para a Casa dos Pobres de Coimbra, para a direcção do Quimbres e que o Ónião continua a precisar de um presidente - Esperança, comece a campanha).
2 - Alegre, contra o PS, contra o aparelho, contra os patriarcas e contra - até - o Esperança, teve um bom resultado. Vamos ver o que fará com ele...
3 - Cavaco ganhou. À primeira... e chega.
Como MANCHA NEGRA da noite eleitoral fica a atitude de Sócrates que numa desesperada tentativa de calar Alegre discursa por cima do camarada. Não lhe ficou bem - as TV's deram uma ajuda... E quando tentou compor o ramalhete fez um comunicado do gabinete do primeiro ministro. Foi pior a emenda que o soneto.
Se todos fossemos coerentes, o bloguista Esperança viria criticar a confusão entre o partido e o Estado.
Mas não...'Tá-se bem...
Anónimo disse…
Ó anónimo das 2.32:
Quanto a "directas", que bom teria sido para o PS que o candidato apoiado tivesse nascido delas...
Que sirva de lição e se preparem as eleições com sabedoria política e humildade democrática - a menos que se jogue para perder, o que seria de extremo mau gosto.
Não basta dizer que o PS tem directas desde 91, mas depois quem manda é apenas o chefe e sua corte!
As lutas internas são perfeitamente legítimas e devem ter a sua sede própria dentro do partido.
Abram-se processos internos de directas para as legislativas (listas de deputados), as presidenciais e as autárquicas e veremos se o PS não se torna o "motor" da democracia portuguesa
e da "esquerda moderna".
Que sentido tem dizer que há directas, quando as estruturas locais têm que "gramar" com tudo quanto o directório imponha, por exemplo em matéria de legislativas?
Nesse ponto, o PS ainda está no tempo da "outra senhora"...
Anónimo disse…
VERGONHOSA A ATITUDE DO sr. sócrates... UMA ATITUDE INDIGNA...
COMEÇOU A FAZER A SUA PALESTRA QUANDO O ALEGRE JÁ FAZIA A SUA...
UMA TRISTEZA... ISTO DEFINE BEM, O senhor QUE ele É!
AGORA VENS O "BOYS" DO PS DIZER QUE NÃO SE APERCEBERAM E TAL, QUE O TAL senhor ANDAVA DE CANADIANAS ETC ETC ETC..
Bem, das duas uma, ou os "boys" do PS não têm comptência, nem para seguir as televisões, ou então foi propositado...
UMA VERGONHA, SEGUNDO DIZEM AS TELEVISÕES, NUNCA ANTES VISTA...
Danton disse…
Robespierre, é só para dizer que Robespierre era advogado, representava o povo assim como as excelêncis de cartão de crédito avantajado mas não sabia o que era trabalhar no campo e viver mal.

Tinha charrete própria, tentou tornar-se ditador madando matar mais camaradas nomeadamente Danton (outra Ex.a de cartão de crédito avantajado).
No tempo do terror Robespierre ou por intreposta pessoa mandou matar mais de 20.000 pessoas (só 6.000 eram nobres e do clero, 14.000 eram do povo, aquele que ele dizia defender).
Portanto tenha cuidado com o que pede, pq no final a cabeça de Robespierre tb rolou.


O que fez Alegre por Coimbra? Basta ele dizer que é de Coimbra, Alegre é uma figura maior do panorama poético da Europa e ele identifica-se com Coimbra (claro, podia renegar isso e dizer que era de Águeda ou de Lisboa). Insurgiu-se contra a coincineração, embora neste blog isso seja pecado.
Mas posso-lhe perguntar o que é que os actuais deputados do PSD e PS fizeram por Cbr?
Anónimo disse…
Dalton, não respondo a ignorantes e a pessoas que não têm um certo conhecimento das situações ocorridas...
Margarida disse…
Há 11 meses o PS teve 2.573.406 votos; agora, Soares e Alegre tiveram 1.903.066 votos, isto é tiveram MENOS 670.340 votos.

Há 11 meses PSD+PP tiveram 2.054.162 votos; agora, o Cavaco teve 2.745.523 votos, isto é MAIS 691.361 votos.

Há 11 meses o BE teve 364.407 votos; agora, o Louçã teve 288.216 votos, isto é MENOS 76.191 votos.

Há 11 meses a CDU teve 432.000 votos; agora, o Jerónimo teve 466.422 votos, isto é MAIS 34.422 votos.

A soma dos votos perdidos pelas candidaturas de Soares, Alegre e Louçã foi de 704.762 votos e Cavaco ganhou por ter tido mais 64.199 votos que os restantes candidatos...e o único candidato que de facto contribuiu para enfraquecer Cavaco foi Jerónimo! Mas não chegou para anular as perdas do Soares, Alegre e Louçã.
robespierre sem charrete disse…
Meu Caro Danton,

Esqueça o nick Robespierre, podia ser outro qq.

Mas já agora: responda-me às questões levantadas.
Arrisque vá lá!

Pobreza;
Desemprego;
Solidão Urbana e abandono;
Encerramento de emprresas;
Desigualdade de oportunidades;
Emerg~encia em força dos novos aristocratas da treta fabricados pelas TV,
etc,
etc
daNton disse…
Robespierre, penso que foi você que chamou ao Dalton ignorante. Pois é se me lembro Averell Dalton (dos livros de Lucky Luke) era ignorante.
Mas se se quer reclamar herdeiro do espírito de Robespierre, leia isto:
...The first Committee of Public Safety was decreed in April 1793, and Robespierre, elected in July, was now one of the actual rulers of France (along with the rest of the Twelve). Next came the dark intrigues and desperate struggles that sent Hébert and his friends to the guillotine in March 1794, and Danton and Camille Desmoulins in April. The next three months Robespierre reigned supreme. he nominated all the members of the Government Committees, placed his men in all places of influence in the commune of Paris, and assumed complete control of the Revolutionary Tribunal...

e ainda
... May 7 Robespierre, who had previously condemned the Cult of Reason, advocated a new state religion and recommended the Convention to acknowledge the existence of God; on June 8 the inaugural Festival of the Supreme being took place. Meanwhile, the pace of the guillotine grew faster; public finance and government generally drifted to ruin, and Saint-Just demanded the creation of a dictatorship in the person of Robespierre.

e também
...The CPS feared spontaneous action, that is, that the revolutionary leadership might pass into other hands. About 17,000 people died as a result of the Terror. The choice instrument, was the guillotine -- it was quick and humane. In 1794, there were mass executions at Lyons. Boats were fired upon and sunk at Nantes -- 500 were killed in one execution. About 15,000 people perished officially and over 100,000 people were detained as suspects.
(quanto ao número de mortos a minha bibliografia anterior dizia 20000, mas como não está on-line...)

Mas se é defensor do espírito leia tb isto (da ssociação que quer reabilitar a imagem de Robespierre, pq de facto Danton foi tão culpado do terror como Robespierre):
... Maximilien va, avec ardeur, opiniâtreté, quelquefois avec cinquante, cent ou deux cents ans d'avance, défendre son programme politique
- suffrage universel et direct pour tous les citoyens
- le droit de porter les armes (accès aux grades militaires pour tous)
- la liberté de parole, de la presse et du théâtre.
- l'abolition de la censure
- l'instruction publique obligatoire
- le référendum
- le droit au travail
- une aide de l'Etat aux chômeurs, aux vieillards et aux infirmes
- la progressivité de l'impôt sur le revenu et les successions
- pour les prêtres, la possibilité de porter des vêtements civils et de se marier
in http://www.canevet.com/maximilien/biographie/idees.htm

Ou seja se tb considera a instrução um bem, e se acha que sou ignorante, e se se considera herdeiro do espirito de Robespierre INSTRUA, não insulte.
danton disse…
Arrisco,

Pobreza - tal como Robespierre defendia, a causa principal da pobreza está na falta de instrução.
É por aqui que se tem de trabalhar, não se erradica de hoje para amanhã (isso é uma ilusão, dar o peixe só multiplica o número dos que o pedem ), mas tem de se criar os fundamentos para dar a todos as ferramenta que lhes permitam integrar-se na sociedade. Quantos hoje abondanam os estudos pq os pais não têm capacidade financeira? Dar a estes o apoio necessário quer financeiro quer de ambiente de estudo (criando nas escolas espaços onde de facto possam estudar longe do frio, da fome e do desespero da casa)
Mas tb dando-lhes incentivos (considerando estudar na moda e não para os totós), não basta dizer-lhes criamos as condições, pois muitos não têm esperança, mas acenar-lhes com uma cenoura (que tal um prémio- e não medalhas, pq medalhas não matam a fome - em euros a todas as familias necessitadas que consigam que os filhos acabem o 12 ano ou equivalente antes dos 20 anos?);

Desemprego;
O Desemprego não é necessariamente um mal, desde que seja breve e usado para recilar conhecimentos. Quanto à segunda parte o estado pode obrigar todos os que estejam no subsidio a procurar cursos intensivos de um mês de reciclagem (as universidades e politécnicos hoje estão sem alunos, os liceus tb, pode-se aproveitar o espaço criado), quanto ao breve falo na parte de encerramento de empresas.

Solidão Urbana e abandono;
Aqui tem de ser a sociedade civil a intervir (não se pode pedir tudo ao estado), quer seja a igreja católica, quer sejam grupos ateus, pq não doar parte do tempo para ajudar o outro??? Se não o fizermos na nossa vida enquanto adultos, não nos queixemos quando sós.

Encerramento de empresas;
Tudo nasce, cresce multiplica-se e morre. em primeiro lugar é necessário agilizar a falència de empresas, não podemos manter empresas improdutivas durante anos a comer capital e trabalho. No stempos de crescimento do país estas eram mantidas levando a que não se criassem empresas novas devido às dificuldades de encontrar trabalhadores, espaço e capital.
A empresa não é um ser humano, não as podemos manter ligadas à máquina muito tempo, com isso os trabalhadores só perdem capacidades de trabalho. A flexibilização (com a necessária rede por baixo) pode ser uma soulção. Foi-o na Suécia, foi-o na Dinamarca, não o é nos EUA por falta de rede.
O problema não é o encerramento é a falta de abetura de novas empresas e aí há que criar incentivos para que todos os que tenham ideias válidas possam montar uma, desde o banqueiro ao mais humilde entre os humildes.

Desigualdade de oportunidades;
Infelizmente vai sempre existir, mas o trabalho na educação anteriormente exposto pode diminui-las.

Emerg~encia em força dos novos aristocratas da treta fabricados pelas TV,
Vejam outras ou simplesmemte não as vejam. Tb aqui faz falta uma associação forte d espectadores com capacidade de decretar uma semana de greve às TVs.

Ou seja, alguma coisa tem de vir do estado, mas muito tem d vir de nós. Se o Estado não o faz, pq não havemos nós (cidadãos) de o fazer?


el_sniper
danton disse…
E só depois de editar o post anterior é que cheguei à conclusão que o Robespierre não é o anónimo do ignorante.

Ao Robespierre as minhas desculpas, ao anónimo que com o seu post parecia ser o robespierre tenha vergonha e escolha um nick, olhe que é fácil.
Mano 69 disse…
O Tibi não foi um guarda-redes do Porto?
Robespierre c/ e s/ Charrete disse…
Meu caro Danton,

Tiro-lhe o chapéu pelo esforço intelectual e pelas propostas vertidas. Discutiveis é claro, bondosas é certo, porque crentes na boa vontade de quem decide e na necessiadae de dar coesão e equilibrio á nossa sociedade.
Contudo... (voltarei ao tema)...

Danton você deu-me mais umas razões para ir passando por este blog.

Parabéns Carlos Esperança. Este Blog é obra. E de boa arquitectura.
trolha disse…
Danton, essa de dar prémios às famílias cujos filhos terminem o 12.º ano parece-me boa e de aplaudir.
Podia fazer-se isso também com a matemática e o português desde mais cedo.
Na era do conhecimento, o que distingue os países é a massa cinzenta que cultivam, e não os craques de futebol que idolatram.
A menos que se queira continuar a apostar na exportação de mão de obra barata (e dócil) para os países mais desenvolvidos.
1313 disse…
este "comentador anónimo" (e os vários nicks) parecem ser sempre a mesma caneta a escrever com cores diferentes ... (????)
Anónimo disse…
O anónimo e seus heterónimos
nao escondem o "perfume" da escrita.
el__sniper disse…
danton e el__sniper eram a mesma pessoa. De resto assinei com o nick usual, no último comentário.
elementar meu caro mano, elementar demais quando se assina com o nick usual.
A acrescentar:
Danton foi só utilizado em contraposição com Robespierre, e já agora nem sempre faço o login daí que algumas vezes vai como anónimo. Gosto de ver que sabem reconhecer a escrita.

Já agora lanço o desafio: já que o nick e heterónimos, tal Pessoa, não esconde o perfume da escrita, fica no ar quem é o perfumador... ...vá arrisquem nomes, vejam se acertam, tentem nomes...
Anónimo disse…
That's a great story. Waiting for more. » »

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975