Espaço destinado ao leitor «Pré-socrático»


A fim de lhe permitir fazer a catarse do ódio a Sócrates e evitar que introduza ruído em todos os posts, destino este espaço ao leitor «Pré-socrático» que também usa o anonimato, para o ajudar na recuperação psíquica.
.
Aqui ficam os comentários despropositados que lhe tenho apagado nas caixas dos posts onde verte o ódio a Sócrates, Luís Vilar e a mim próprio. Não lhos apagarei como, aliás, ele sabe, se utilizar apenas o «Espaço dos leitores» ou este que expressamente lhe destino.

Comentários

Anónimo disse…
Ó Esperança, vira ó disco! Se você está com falta de tema, basta-lhe fazer um pequenino esforço intelectual para descobrir um assunto que merece ser analisado e questionado. Isto se você estiver disposto a abandonar a posição hipócrita e esquizofrénica a que se acomodou. O poder sabe bem, não é?
Eu já sei que faço muito ruído; já sei que tenho ódio ao Sócretino; já sei que não sou só eu mas também os anónimos; já sei que preciso de recuperação psíquica. Você já fez um post dedicado a essa falta de assunto... Você agora também sofre de Alzheimer? Tudo indica que sim para se esquecer das promessas eleitorais do sócretino assim como dos principios ideológicos do socialismo.
Agora, você também precisa de perceber que este «ruído» enerva e causa stress principalmente em quem não é democrata; o ódio é apenas a forma como os prepotentes com manias de perseguição vêem a contestação; as minhas várias identidades são um delirio seu, próprio de quem, perante diversas críticas, inventa um inimigo imaginário, por forma a se sentir mais seguro; a minha necessidade de recuperação psiquica não passa de uma projecção que você faz, em mim, do seu próprio estado mental como os pontos anteriores revelam.
Portanto, Esperança, continue a eliminar comentários «despropositados» (como este, suponho) porque, pelo que vejo, é a única forma de você parecer coerente e lógico, o que quer dizer que a sua esquizofrenia ainda não o domina completamente.
Anónimo disse…
Estou completamente de acordo com o pré-socrático.
ana disse…
Que pessoa tão infeliz, só pode morrer cedo e vítima do seu próprio veneno. Também tenho alguém assim na família, deita-se e levanta-se a pensar no mal que há-de dizer deste ou daquele. Quando acabar o ódio a este começa o ódio a outro, a coisa não tem fim. Para o pré-socrático tudo começa e acaba em Sócrates, não pensa em mais nada, que perseguição!Será doença? Será inveja?Mas acha que os outros é que têm falta de assunto! Deve ser uma canseira para a família, coitada, se não sofrer da mesma doença! Se calhar a despropósito, faz-me lembrar um pai de família que conheci, muito católico e conservador, sempre com a língua afiada contra os homossexuais, que morreu de ataque cardíaco quando estava na cama com um...homossexual.
Este converteu em ódio o que não era capaz de assumir, outros convertem em ódios as suas diárias e doentias invejas.Queriam brilho e protagonismo, mas como são medíocres...
Anónimo disse…
Ó pré-socrático:

Não lhe deram o tachinho que procurava?

Que pena...

Vá fazer queixas à mamã.
Anónimo disse…
A Anocas e o anónimo (serei eu?) que se segue a ela não sabem ler: nem nas linhas nem nas entrelinhas. Inveja? Tachos? Pobres alienados, que mostram, isso sim, aquilo a que reduzem a política...
E, tal como o Esperança, projectam nos outros aquilo que os define. Porque quem fala como eles só pode andar na politica à procura de duas coisas: tachos e fama. A primeira deseja ser admirada\invejada por uma carreira politica-profissional (que também deseja ter) no PS. O segundo deseja um tacho (ou tem um tacho) enquanto o PS estiver no poder, e de preferência dado pelo Sócretino. A primeira quer ser uma Fernanda Câncio; o segundo quer ser um Armando Vara.
Anónimo disse…
O bendito Carlos Esperança semeia ventos e depois colhe este tipo de tempestades que poderão provocar mais do que uma simples constipação. É um esquerdista com tiques de comuna que acredita na democracia à maneira dele! E exerce neste espaço o poder como lhe convém: discriminatório! Apaga os comentários que não lhe interessam. Inclusive é capaz (como já fez) de se meter numa peleja entre dois comentadores elevando o comentário de um deles a post e menosprezando o outro. Enfim, já só é enganado quem quer!
Anónimo disse…
Esse seu ódio pelo Eng.º Sócrates é qualquer coisa de patológico.
Ou então é paixão que não assume, pois os extremos tocam-se frequentemente.
Nada que um médio psiquiatra não saiba resolver.
Médio, não é preciso ser bom, pois esta patologia é algo já bem documentado e difundido entre a comunidade clínica.
Para mudar o óleo qualquer mecânico serve. Para reparar um motor gripado, já tem de ser bom.
O seu problema resolve-se com uma muda de óleo.
Mas tenha cuidado, pois se não for tratado a tempo, gripa, e aí é que vai ser um sarilho.
Das duas uma: ou assume o seu amor pelo Eng.º Sócrates (não se queixe depois se tiver a F. Câncio à perna, olhe que ela é rija...), ou então desembuche, homem! Atire cá para fora, desabafe, que só lhe faz bem.
O que é que queria e não lhe foi concedido?
Ou então é tudo isto, e vai para aí uma confusão dos diabos?
Olhe,fale com alguém que o possa ajudar.
Anónimo disse…
Engenheiro quê?!
Bem... E parece-me que não há mais nada a dizer àcerca do comentário do último anónimo. Apenas a confirmação de que não sabe ler, e de que fala, fala, mas não diz nada.
Anónimo disse…
Se calhar até se pode dizer mais qualquer coisa acerca do anónimo. É que a reverência com que ele trata o Sócretino não se confunde com qualquer paixão ou patologia. É apenas uma obediência própria de cães de guarda que pensam(!?) que os outros são como eles e seguem as regras da sua matilha.
ana disse…
"Porque quem fala como eles só pode andar na politica à procura de duas coisas: tachos e fama. A primeira deseja ser admirada\invejada por uma carreira politica-profissional (que também deseja ter) no PS."

Ó pré-socrático:

Eu não ando na política. Não pertenço a nenhum partido e no PS ninguém me conhece nem virá a conhecer.Tenho passado a minha vida a um canto, por opção. Não gosto de fama nem protagonismo. Gosto apenas de observar, aqui do meu cantinho, o que se passa à minha volta, e de dar a minha opinião uma ou outra vez. E agora até posso fazê-lo (houve tempos em que não podia).E tal como você deduz sobre mim, eu também deduzo sobre si. Mas para não baixar o nível, não vou dizer o que deduzo sobre a razão da sua doença.
Anónimo disse…
«Gosto apenas de observar, aqui do meu cantinho, o que se passa à minha volta»


Outro cão de guarda...
Anónimo disse…
Pré-socrático

Este pessoal, "côr de rosa", é assim, defendem o engenheiro incondicionalmente, procuram o tachito...mas, só vão rapar o fundo.

O Vilar e o Vítor, papam-lhes tudo e não lhes deixam nada...o Vilar, é que tem a "chave", é o maior.
Anónimo disse…
Pré-socrático fala consigo próprio por intermédio de um anónimo.

Isso é falar sozinho, caro senhor.
Anónimo disse…
Ó Anónimo anterior, você está a falar comigo ou consigo? Não há dúvidas que esta cópia do pré-socrático é um doido varrido...
Anónimo disse…
Pré-Socrático

Deixe lá, esta gente "côr de rosa" é assim, confusa, sempre na procura do tacho...defendendo o indefensável.

Não me agrada, esta história de ser "clone" mas, é por uma boa causa, pode crer.

Não esmoreça, a liberdade de expressão vencerá, o CE entenderá que não deve apagar os comentários, os seus e os meus...

Um dia veremos o ditador caír da cadeira e o CE mudar...
Anónimo disse…
Afinal, deixem-me desabafar.
Peço desculpa pela violência e má-educação de alguns comentários, mas quero confessar que, de facto, tudo isto é ressentimento.
Sim, tenho uma paixão não correspondida. Amo o Sócrates, e sofro por iss, daí o despeito com que o trato.
Satisfeitos?
Pronto, já disse. Agora deixem-me em paz.
Anónimo disse…
Como eles gostam de mim! Até já se servem do meu nick, como o parvalhão das 02:11:00!
Deve ser o anónimo dos tachos, que já aprendeu a mentir com o seu ídolo. Parece, de facto, que acertei no diagnóstico.

Mensagens populares deste blogue

Associação Ateísta Portuguesa (AAP) - RTP-1