Bispos insistem num crime contra a saúde pública

A Igreja Católica de África considera que a luta contra a sida não se faz com a distribuição de preservativos, mas sim com fidelidade e castidade.

De acordo com a agência Efe, estas recomendações fazem parte da mensagem que emergiu no segundo sínodo de bispos africanos, que reúne no Vaticano 244 prelados.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?