Bispos insistem num crime contra a saúde pública

A Igreja Católica de África considera que a luta contra a sida não se faz com a distribuição de preservativos, mas sim com fidelidade e castidade.

De acordo com a agência Efe, estas recomendações fazem parte da mensagem que emergiu no segundo sínodo de bispos africanos, que reúne no Vaticano 244 prelados.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime