Coimbra - C O N V I T E








Delegação do Centro

Coimbra

PROSSEGUINDO A APRESENTAÇÃO DE OBRAS SOBRE TEMAS RELACIONADOS COM A REVOLUÇÃO DE ABRIL, APROVEITANDO O APARECIMENTO DE NOVOS TRABALHOS SOBRE A TEMÁTICA, A ASSOCIAÇÃO 25 DE ABRIL PATROCINA O LANÇAMENTO EM COIMBRA DO ROMANCE DE JOAQUIM SARMENTO, “A REVOLUÇÃO DE ANTÓNIO E ORIANA”, REVISITAÇÃO FICCIONAL DO 25 DE ABRIL, DEDICADO A MARIA DE LOURDES PINTASILGO E A ERNESTO MELO ANTUNES.


Local: Casa Municipal da Cultura de Coimbra - Rua Pedro Monteiro

Dia / Hora: 14 de Outubro (4 ª Feira) – 17H30 / 20H00

Participantes: Monteiro Valente - António Arnaut - Joaquim Sarmento

“Fui testemunha de alguns dos sucessos narrados no presente livro nesse Balsemão dos tempos do pós-revolução de Abril de 1974. Do ambiente daqueles fantásticos momentos em que a realidade de jovens como o Autor, e as personagens ficcionadas de António, Oriana, foram actores da dialéctica entre a aceleração da História na grande cidade em ebulição revolucionária, e o pulsar destas terras do Douro tradicionalmente resistentes às mudanças politicas. E de como Joaquim Sarmento viveu intensamente a revolução e se deixou marcar por ela no seu brilhante percurso como político e defensor de causas”. (José Mário Ferreira Almeida)

“É na ficção lúcida da Revolução de António e Oriana, que o leitor toma conta da utopia de Abril, num fervilhar de sonhos, esperança e ideologia e ingenuidade, traçando-nos um quadro rigoroso da instabilidade social e política daquele tempo da governabilidade possível e do papel preponderante de duas figuras maiores da época, a quem dedica a obra, Maria de Lourdes Pintasilgo e Ernesto Melo Antunes”. (Paulo Nossa)

“Um livro a não perder. Para nos reencontrarmos, para nos reconhecermos. Para ganharmos a coragem de construir um Portugal maior, com valores, com ideais, com a dignidade de um humanismo autêntico, vivido, não mítico”. (Maria Irene Cardoso).

“Livros como o que acabo de prefaciar contribuem para manter válidos sonhos outros que merecem ser sonhados”. (António de Almeida Santos)

PARTICIPE

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime