A "suave" caminhada para o desespero…


'Reestructuración suave' de la deuda de Grecia

Asimismo, el primer ministro luxemburgués y presidente del Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, ha admitido por primera vez que podrá haber una "reestructuración suave" de la deuda de Grecia si el Gobierno de Atenas se compromete a tomar nuevas medidas de ajuste, profundizar las reformas estructurales y acelerar su plan de privatizaciones.
"Grecia debe privatizar rápidamente activos por valor de 50.000 millones de euros para que su deuda pública a medio y largo plazo sea sostenible, porque en estos momentos es insostenible", ha dicho Juncker en una conferencia pronunciada en Bruselas.
link

A necessidade de reestruturação da dívida grega, mesmo que adocicada com a qualificação de “suave”, não é mais do que um estrondoso eco do fracasso do “resgate” - EU/BE/FMI...

E, para não embandeirarmos em arco, interessa saber o que significa “suave”.
“Suave” nada tem a ver com algum tipo de alívio dos sacrifícios impostos aos gregos a fim de poderem resgatar a dívida.
“Suave” tem a ver com as condições que os credores julgam ser possível renegociar a dívida grega. Isto é, garantido o pagamento (não podia ser de outra forma) pretendem manter os mesmos interesses (juros elevados, proibitivos) e alongar tão-somente os prazos de vencimento. Aquilo a que os mercados chamam de “maturidade”… Isto é, a dívida a cair de madura.

Bem, esta é a tragédia grega. Mas nós (portugueses) não temos nada a ver com a Grécia – a não ser as "crises" terem o mesmo epicentro: Bruxelas!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime