Para que a memória se não apague

Fonte: PCP

Comentários

septuagenário disse…
Mas alguma vez deviamos andar afastados dos ingleses?

Vejam se tivessemos tomates como a Tatcher e não tivessenos entrado no Euro? como eles fizeram?

Não andavamos preocupados com a perda da soberania, emigravamos na mesma e mandavamos as remessas e pronto.

Mensagens populares deste blogue

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Nigéria – O Islão é pacífico…

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …