O circo à volta de um círculo vicioso…

Com a economia a cair, Portugal tem um indicador em constante subida: a taxa de desemprego. O índice voltou a bater um novo recorde, com os 17,8 por cento registados em abril. No mesmo mês, o Eurostat aponta o também recorde de 42,5 por cento no desemprego jovem…link

Não saímos da cepa torta. O Governo especializou num mister muito peculiar: a digestão de maus resultados, uns atrás dos outros, convicto que o ‘enfartamento’ não surgirá. A legislatura é de 4 anos. Estamos praticamente a meio desse período e quanto a resultados vamos ouvindo e delapidando a paciência com promessas: No final do ano o desemprego estacionará, os jovens vão ter acções de formação (para ?...), etc.

Qualquer cidadão já percebeu que o plano de ajustamento económico e financeiro, defendido a ferro e fogo por este Governo, baqueou face a tão desastrosos resultados. Mas possesso este Governo agarrado a uma deriva neoliberal ensaia (mais) uma fuga em frente.

Primeiro, o Ministro da Economia face a esta tragédia discorre sobre ‘luxúria’, ou melhor, diz que a actual taxa de desemprego é um luxo a que os cidadãos se entregaram link, supõe-se que inopinadamente (só faltou dizer para viverem sem trabalhar). As políticas governamentais – ao que é legitimo supor da avaliação do Sr. Ministro – estarão isentas de qualquer ‘pecadilho’.

Seria bom que este político explicasse o que significa este alto índice de desemprego no dito processo de ajustamento. Todos (os cidadãos minimamente informados) percebemos que o País sem dispor do instrumento da desvalorização monetária para tentar sair da crise foi empurrado no sentido de proceder a uma profunda desvalorização fiscal e salarial o que provocou o aprofundamento da crise económica (colapso) e o resultado que está ‘teimosamente’ a aparecer é o grassar do desemprego. Desde o início que este Governo pretende esconder a vertente económica desta crise. Esta é a ‘espiral destrutiva’ (já não é só recessiva) que o recente orçamento rectificativo vai intensificar. Já todos percebemos que este ciclo só terminará com uma profunda depressão onde o ‘estoiro’ é mais do que certo.
Estas as ‘nuvens’ negras que pairam no exacto momento em que o Governo pretende ‘emendar a mão’ de medidas inconstitucionais link - ao que parece com novas ‘inconstitucionalidades’!…

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Associação Ateísta Portuguesa (AAP) - RTP-1