Défice real nos sete por cento

Não é preciso que o défice real atinja os 7% anunciados hoje pelo jornal «A Capital». Bastam os 6% que já se davam por adquiridos para que a situação não seja apenas má. É de uma catástrofe orçamental que se trata e de uma imperdoável irresponsabilidade do Governo precedente.

Quando Santana Lopes disse que o fim da austeridade tinha chegado ao fim saberia do que estava a falar? O ministro Bagão Félix tinha alguma ideia da pasta que tutelava? Como podem ter deixado o País afundar-se a este ponto depois do impudico exercício de flagelação a que se dedicaram em relação ao Governo do Eng.º Guterres?

Claro que nem todos os Governos têm o privilégio de ter nas Finanças um ministro com a qualidade e sensibilidade de Sousa Franco. Mas não se pode chegar à leviandade de confiar os destinos do País a Santana Lopes e as Finanças públicas a Bagão Félix.

A coligação PSD/CDS delapidou o património sem conter o défice, congelou os salários da função pública sem equilibrar o Orçamento, passou o tempo a denegrir o passado sem deixar de agravar o futuro.

É esta gente que não soube governar Portugal, de quem apenas há fortes suspeitas de se ter governado, que não honrou as instituições nem prestigiou a democracia, que sonha ter um presidente da República da sua confiança.

Para além da enorme promiscuidade entre o poder político e o poder económico a que é preciso pôr cobro, e de que nenhum partido do poder esteve imune no passado, há que recordar a imensa desgraça que constituíram ministros como Celeste Cardona, Bagão Félix, Paulo Portas, Nobre Guedes e tantos outros.

Vêm aí maus tempos, não tenhamos ilusões. E os portugueses não compreenderão que com o aperto do cinto, a que todos vamos estar sujeitos, permaneçam mordomias que ofendem, sinecuras que envergonham e amplitudes remuneratórias que atingiram níveis obscenos na função pública.

Não podem ser os mais modestos os mais sacrificados. O Governo é PS e tem de mostrar que o é. É pelas mordomias que deve começar.

Comentários

andrepereira disse…
A História repete-se. Depois de em 1982 a AD ter deixado o país à beira da Bancarrota, consegue a mesma proeza em 2005. Precisamos de um grande Primeiro-Ministro e de um grande Ministro das Finanças. Haja esperança. Para já deixo uma dica: vamos todos pedir sempre recibo de tudo! É a nossa pequena contribuição para o OE.
Ah! E cuidado nas instâncias europeias... A receita aqui experimentada poderá resultar noutras paragens, até mesmo em Bruxelas...
Anónimo disse…
Os verdadeiros culpados desta desgraça fugiram em 2001, deixando o "menino" nas mãos de um governo de coligação que fez o que podia para sustentar a situação, mas que reconheça-se, não foi capaz. sabe, porquê? Porque devia ter acabado com muitas nordomias e mandar embora pelo menos 200.000 funcionários públicos que lá estão a mais. Só que há males que vêm por bem. Agora o PS, finalmente com maioria absoluta tem "absoluta oportunidade de corrigir a verdadeira desgraça em que meteram as finanças e o sector produtivo do País. Fá-lo-ão? Não acredito, pelo menos do que se retira da amostra destes primeiros tempos de governo. É que corrigir estes problemas financeiros implica medidas duríssimas que porão abaixo qualquer governo, em democracia vivendo...com maiorias maiores ou menores o que o "povo" quer é viver à conta ou de espedientes. Trata-se de mandar e obrigar a trabalhar, entenda-se.
Anónimo disse…
Caro Anónimo:

Está mesmo convencido do que afirma?

Ou di-lo com a mesma coragem com que oculta a própria identidade?

Se tiver coragem de dar a cara, discuto consigo e apresento-lhe números de reputadas instituições internacionais e do Banco de Portugal.
Anónimo disse…
MANUELA FERREIRA LEITE!!!!!!
LEMBRAM-SE DO QUE DISSERAM DELA?
TENHAM VERGONHA NA CARA HIPÓCRITAS
Anónimo disse…
AFIAL QUANTO CUSTOU A PONTE RAINHA SANTA?
JORGE COELHO+VITINHO=SUCESSO E COMPETENCIA
VIVA PORTUGAL
Anónimo disse…
Eu tambem acho que devia mandar embora esses funcionários a começar pelos taxistas do PPD que nunca lá devia ter metido, assim como alguem pode combater o deficit e se fosse só o salario ...mas e as mordomias Senhos.
Normalmente estes que falam dos funcionarios publicos já tem o papo cheio com reformas chorudas do estado que tanto criticam.
Anónimo disse…
Quem não tem vergonha na cara é o anónimno das 12.31 PM e sabe porquê?
Porque não sabe do que fala e fala com a mesma leviandade de Santana, Barroso e Ferreira Leite. Deixem falar os economistas do Ministério da Economia que eles contam-lhe a real competência de Ferreira Leite.
Com receitas extraordinária até eu governava o país.
Sabe qual é o problema: é que o PS para não ser igual a V. Excelências recusa-se a dizer o que Barroso disse antes de abandonar o país e governar-se a si próprio. O PS recusa-se a pôr em causa o país e a não falar a verdade absoluta para não9 melindrar o mercado financeiro e os investidores com novo discurso da tanga.
7% é o valor real do déficit meus senhores. Tenham é vergonha na cara! Sabem qual o déficit do tempo de Ferreira Leite? O real é claro? 5.5%.
Eu pintava a minha cara de merda!
Assessores de membros do governo a ganhar 5.500 euros e a falarem aos portugueses que era preciso contenção? Vejam a revista Sábado. Vergonhoso.
Os culpados da desgraça fugiram em 2001? O senhor não´tem é vergonha na cara. Os culpados fugiram em 2004. Um para a Comissão Europeia e a outra ( Ferreira Leite ) fez uma escapadela milagroso para não ter de assumir estes números.
Anónimo disse…
QUE HÁ INCOMPETENTES NO PS TODOS SABEMOS. COMO OS HÁ, E NÃO SÃO POUCOS NO PSD, CDS, CDU E BE. É DA VIDA!
AGORA TENHAM É RESPEITO PELA INTELIGÊNCIA DOS OUTROS E NÃO DIGAM ASNEIRAS, PORQUE ELAS SÃO OFENSIVAS A QUEM TRABALHA.
EU SOU DE ESQUERDA. ASSUMO. MAS SOU O MAIS ISENTO POSSÍVEL. QUER VER:
INCOMPETENTES NO PS QUE DEVERIAM SER PROIBIDOS DE DESEMPENHAR LUGARES PÚBLICOS:
1. VITOR BATISTA
2. LUIS VILAR
3. HORÁCIO ANTUNES
4. LUIS SANTARINO
5. JOÃO PORTUGAL
6. HUMBERTO DA CONCEIÇÃO
7. ANTÓNIO GOMES
8. PAULO PENEDOS
9. MANUEL ANTÃO
e muitos outros ...

INCOMPETENTES NO PSD QUE DEVERIAM SER PROIBIDOS DE DESEMPENHAR LUGARES DE RESPONSABILIDADE:
1. PAULO PEREIRA COELHO
2. ZÉ BETO
3. MARCELO NUNO
4. JAIME SOARES
5. FÁTIMA RAMOS
6. CARLOS PÁSCOA
7. LUIS CEPA
8. MÁRIO NUNES
9. PINA PRATA
e muitos outros ...
Anónimo disse…
O meu nome faz parte da lista, mas até sou levado a concordar. É a vida. Vão ter que continuar a votar em mim, nem que não queiram.
Anónimo disse…
O problema não é ainda haver muitos funcionários públicos. O grande problema, é que cada vez existem mais economistas...fracos e incompetentes e têm levado tudo à falência.
Anónimo disse…
ao duplamente anónimo das 5.49 PM:

Pois é... o meu amigo não confie muito. sabe que o 25 de Abril fez-se de noite e sem quase ninguém dar por isso.
Anónimo disse…
boa boa ate que enfim alguem com coragem......mas quem tem culpa é quem os deixa....Levanta-te Coimbra
ou não sejas tu uma cidade universitaria.
Anónimo disse…
O problema não sou eu, mas dos cobardes que me(nos) rodeiam. A vida está difícil e a coragem já faz parte da história.
Anónimo disse…
Ao duplamente anónimo: lamentávelmente sou obrigado a concordar consigo. Revejo-me nos seus "covardes", mas tenho outros valores a preservar e gente que depende de mim. O 25 de Abril foi há muito tempo.

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime