Parece que o espírito da Tomada da Bastilha se revelou ontem, com forte intensidade.

Como este BLOG é plural, republicano e democrático, venho dizer que estou feliz com o NÃO esmagador dos franceses.

É altura de pensar a Europa, mas envolvendo os cidadãos. A não ser assim, um dia destes temos guerrilhas dentro da Europa e consequentemente a Guerra. A História ajuda a perceber isso.

Isto não significa o fim da Europa. A Europa tem de dar é passos mais curtos, como já fez nos avanços e recuos dos primeiros tempos.

Quarta-feira espero o mesmo dos holandeses.

Comentários

Anónimo disse…
Caro Felício
A Europa não vai acabar por uma simples razão. Não pode acabar o que não existe.
andrepereira disse…
Estou triste, desiludido e magoado com o povo francês. A demagogia venceu. Todos nós nos próximos 5 anos vamos sofrer as consequências deste passo atrás. Espero que os nossos filhos não sofram por causa da miopia ultramontana e do idealismo irrealista dos muitos que votaram não.
E sinceramente, tenho dúvidas relativamente a esta forma de democracia directa...
Mas isso fica para outra oportunidade.
Ricardo Alves disse…
Um bom resultado para a democracia na Europa. Veremos se as consequências serão sensíveis.
Anónimo disse…
subscrevo o que o sr. andré pereira disse. a demagogia é sempre mais fácil e vence com mais facilidade, sobretudo num tempo de flaches e de instantes pouco reflectidos de hohe em dia
Anónimo disse…
Reitero o que tenho escrito. Quem me dera que os partidários do NÃO tivessem razão. Quem me dera que o meu amigo Ricardo Alves, um combatente da liberdade e do laicismo, pudese ter razão. Eu, que gostaria que a Constituição Europeia fosse como ele a sonha, pressinto que cedo me acompanhará no pessimismo.
Anónimo disse…
Felício:
FOI A PRIMEIRA VEZ QUE A EUROPA USOU UM MÉTODO POUCO TRADICIONAL PARA DISCUTIR O PROJECTO EUROPEU. REPARE QUE A CONVENÇÃO PARA O FUTURO DA EUROPA NÃO É UMA FIGURA PREVISTA NOS TRATADOS PARA REVER TRATADOS, O QUE QUER DIZER QUE SE OPTARMSO PELO MÉTODO TRADICIONAL APENAS UMA CIG FECHADA A CADEADO, COM OS CHEFES DE GOVERNO DECIDIRÃO O FUTURO DO PROJECTO EUROPEU. PELA PRIMEIRA VEZ USOU-SE UMA FIGURA CONSTOTUIDA AD HOC ONDE TODOS ESTIOVERAM REPRESENTADOS, ESTIVERAM LÁ:
1. REPRESENTANTES DOS PARLAMENTOS NACIONAI,
2. REPRESENTANTES DOS GOVERNOS, PARA ALÉM DOS CHEFES DE ESTADO,
4. REPRESENTANTES DO PARLAMENTO EUROPEU,
5. REPRESENTANTES DOS PARTIDO SPOLÍTICOS EUROPEUS
6. CIDADÃOS ANÓNIMOS
7. IMPRENSA PODE ASSISTIR AOS TRABALHOS
8. OS TRABALHOS ESTIVERAM ACESSÍVEIS A TODA A GENTE PELA INTERNET E TODOS OS CIDADÃOS EUROPEUS QUE QUISERAM PARTICIPAR FIZERAM-NO.
ACHAM ESTE MÉTODOP POUCO PARTICIPADO?
ENTÃO REGRESSAREMOS AO METODO TRADICIOANL EM QUE UMA CIG DECIDIRÁ POR TODOS NÓS E À PORTA FECHADA O PRÓXIMO TRATADO CONSTITUCIONAL
Anónimo disse…
É pena que a Europa não exista ! Isto deve agradar imenso a Bush e aos "pró-soviéticos" do sec.xxi - os Bushistas portugueses, tão cegos como o eram os PC's de olhos em "álvaro" perante a Mãe Rússia. Agora, a Mãe é outra e vive do outro lado do Atlântico. Só pergunto porque não vão para lá viver ... DEFINITIVAMENTE.

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime