Marques Mendes

Após o afastamento de Santana Lopes da recandidatura a Lisboa, Marques Mendes rejeitou Isaltino de Morais para Oeiras e Valentim Loureiro para Gondomar.

O novo líder do PSD pode ter o futuro político ameaçado, mas deu uma contribuição valiosa para a moralização da vida política. Seria lamentável que os outros partidos não aproveitassem o exemplo para fazer uma autocrítica e ponderar futuras decisões.

Marques Mendes marcou uma posição ética que merece registo e aplauso.

Comentários

cparis disse…
Caro Carlos Esperança,

Não podia estar mais de acordo consigo.... Há uma duvida que me assalta, que talvez pudesse esclarecer melhor do que eu.

Dizem que Isaltino foi sondado por Jorge Coelho. Foi verdade? Ou foi ao contrário?
Anónimo disse…
Caro cparis:
Não tenho ligações partidárias que me permitam conhecer os corredores da política nem elementos que me permitam distinguir insinuações ou calúnias da realidade.
JRD disse…
Subscrevo inteiramente o que escreveste.
MM pode ser pequeno, mas não é baixo, como muitos dirigentes de maior dimensão fisica, só essa...
Anónimo disse…
infelizmente, a lista de candidatos que se desenha pelo lado do PS, não augura nada de bom, nem de novo ! pois se até o Fausto evitou Coimbra (sem tomar posição, claro !), dando uma no cravo (literalmente) e outra na fechadura da casa da 8 de maio !!! verdadeiramente os motivos foram dois : o medo de ter chatice com a co-incineração e o número reduzido de mordomias comparado com o que está habituado ! assim, sobrou o Batista ... mente culta e iluminada que conseguirá o feito histórico de ser batido pelo "arrasta-pés" Chaves e Castro !
(é provável, porque muita desta gente que traz Coimbra na boca não é de cá nem a ama de verdade, é provável - repito - que não saibam identificar o Chaves e Castro, ou o porquê de não ser Chaves e Castro. enfim, tirem Coimbra da boca - literalmente - não a comam !)
Anónimo disse…
Trinta anos depois da revolução, já era tempo de mudar.
De comportamentos,de gente e de práticas.
Começava a perecer impossivel.
Anónimo disse…
Jorge Coelho e Isaltino Morais são sócios nos negócios...
Anónimo disse…
Politicamente Coimbra está a ficar de rastos. É lamentável.
Anónimo disse…
Politicamente Coimbra está a ficar de rastos. É lamentável.
Anónimo disse…
Politicamente Coimbra está a ficar de rastos. É lamentável.
Anónimo disse…
O

Grupo
Renovador de
Orientação do
Universo
Penedista

Anuncia o regresoo do:

Movimento de
Apoio
Socialista ao
Penedos

Vamos enviar uma mensagem para para todos os partidos,para oferecer os serviços deste grande democrata,injustamente esquecido pelos seus pares da distrital PS de Coimbra.

PENEDOS É FIXE-O SISTEMA QUE SE LIXE

Nota: Proponho que o a Dra Levinda seja a porta voz


vamos fazer a corrente PENEDISTA
Anónimo disse…
Marques Mendes a presidente da Fed de Coimbra do PS!!!!
Nuno Moita disse…
É de facto uma atitude moralizadora e corajosa do líder do PSD, mas parece-me para ser coerente não pode ficar por estes três casos.

Relativamente ao anónimo (são sempre) que falou do Paulo Penedos peço-lhe que tenha respeito pelas pessoas e por aqui me fico relativamente a comentários sobre “posts”anónimos..
Veritas Verum disse…
Acho um belissimo exemplo. E acho que o Ps tem tambem de aprender alguma coisa.
Vejamos a situação de Góis em que o Proprio Dr. Baptista se opoe a que Cabeças assuma o 2º lugar na lista à câmara. Vitorino Girão fica calado, até porque Baptista já respondeu.

Isto transporta-nos para uma situação espantosa:

-Baptista escolheu o candidato Ps, e agora, mesmo antes de o candidato que escolheu se pronunciar sobre os membros integradores da sua lista, é ele quem vem dizer "não" à possibilidade de Cabeças e Lurdes Castanheira seram os 2º e 3º da lista à Câmara.
O Dr. Baptista está claramente a ultrapassar os poderes que os Estatutos socialistas lhe dão, substituindo-se ao Candidato por si escolhido ( e que seria claramente recusado pela estrutura local do Ps ) na definição dos candidatos a vereadores pelo PS.
Parece que, qualquer dia, as estruturas locais dos partidos ( ou do partido Socialista ) perdem a razão de ser, passando para a distrital, não só a escolha dos candidatos locais, como a definição dos lugares que se lhe seguem na lista autárquica.

O PS sempre se arvorou em defensor e conquistador da democracia. Pois está a dar um mau exemplo, esta situação é, no minimo e passe o eufemismo, OLIGARQUICA!
Anónimo disse…
I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! » » »

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime