Encarnação regressa a Lisboa?

Carlos Encarnação, pio edil de Coimbra, cuja decisão mais emblemática foi a mudança de nome à Ponte Europa, vai certamente renunciar à recandidatura à presidência da Câmara.

Compreende-se o desconforto de quem se candidatou há quase quatro anos prometendo mais e melhor emprego e de quem se propunha fazer melhor do que Manuel Machado.

Agora que se gorou a promessa recente, feita com toda a solenidade, de fazer depender a sua candidatura da «resolução da questão do metro», só tem uma forma de salvar a face e de não dar explicações sobre a Empresa que geriu o processo – pedir desculpa aos munícipes e regressar à anterior actividade.

Carlos Esperança

Comentários

Anónimo disse…
gostavam, nao gostavam?
Duvidas nao há que fez mais e melhor por coimbra. As circnstancias de tempo e governo do momento em que proferiu tais declarações são agora outras. O que fez, na altura, foi uma atitude de coragem politica, defendendo a sua cidade, autarquia e região. Não sejam mais pequenitos que o VB, fica-vos, claramente, mal.
Anónimo disse…
GOSTRAIA DE SABER O QUE ANDOU BATISTA A FAZER EM LISBOA...DEIXEM LÁ O ENCARNAǺAO: TALVEZ TENHA ANDADO A FAZER O QUE SEGUE:

DELIBERAÇÃO

Relativa

A QUEIXA DO PS SOBRE FALTA DE RIGOR EM SONDAGENS NO CONCELHO DE COIMBRA

(Aprovada em reunião plenária de 27 de Abril de 2005)



I. - FACTOS

1.1. Por "diferirem profundamente" os resultados de duas
sondagens sobre a intenção de voto no concelho de Coimbra, nas próximas eleições autárquicas, uma produzida pela Euroexpansão e outra pela Eurosondagem, o deputado à Assembleia da República e presidente da Comissão Distrital de Coimbra do Partido Socialista Dr. Victor Manuel Bento Baptista, solicitou à Alta Autoridade para a Comunicação Social que diligenciasse "no sentido de aquilatar do rigor e transparência "de ambos os estudos.

A queixa deu entrada nesta Alta Autoridade no passado dia 14 de Abril.

1.2. A sondagem da Eurosondagem foi encomendada pela Federação
Distrital do Partido Socialista, com a finalidade de divulgação pública parcial e tendo com objectivo central "conhecer a opinião dos cidadãos com mais de 18 anos de idade, e residentes no concelho de Coimbra, sobre a actuação da Câmara Municipal, bem como sobre os potenciais candidatos a presidente e intenção de voto em eleições autárquicas."

A recolha da informação decorreu nos dias 15, 16 e 17 de Março de 2005 e a sondagem foi depositada junto desta Alta Autoridade no dia 23.

Em resposta à pergunta "se fossem hoje as eleições autárquicas em Coimbra (para a Câmara Municipal), e independentemente dos candidatos a presidente, em que partido ou coligação votaria", 30,7% dos entrevistados pronunciaram-se pelo PSD, 35,9% pelo PS, 5,8% pela CDU, 2,4% pelo CDS/PP e 4,1% pelo Bloco de Esquerda, tendo 2,2% notado Outro Partido/Branco/Nulo e 18,9% Não Sabe/Não Responde.

A uma outra pergunta, "se fossem hoje as eleições para a Câmara Municipal de Coimbra e estes os candidatos, em quem votaria", 36,5% respondeu Carlos Encarnação (à cabeça de uma coligação constituída pelo PSD, CDS/PP e PPM), 35,1% Victor Baptista (PS), 6,6% Gouveia Monteiro (CDU), 2,9% José Manuel Pureza (BE), 2,6% Outro Candidato/Outro Partido/Branco/Nulo e 16,3% Não Sabe/Não Responde.

1.3. A sondagem realizada pela Euroexpansão foi encomendada por
David Coelho, tendo como objecto central o "conhecimento das preferências da população relativamente aos candidatos e partidos concorrentes às próximas eleições autárquicas".

O universo era constituído pela população residente e recenseada no concelho de Coimbra, com idades compreendidas entre os 18 e 74 anos, universo que não foi quantificado por ausência de informação oficial e fidedigna, segundo diz a ficha técnica.

Os trabalhos de campo decorreram entre 6 e 9 de Abril de 2005 e a sondagem foi depositada na Alta Autoridade para a Comunicação Social em 12 de Abril.

À pergunta "se os partidos concorrentes forem o PS, a coligação PSD/CDS, CDU-PCP e Bloco de Esquerda, como acha que votaria" 34,2% optaram pelo PS, 29,8% pelo PSD/CDS, 6,4% pela CDU/PCP, 5,9% pelo BE, 0,6% por Outro Partido, 1,1% por Branco/Nulo e 22,1% por Não Sabe/Não Responde.

A Euroexpansão consagrou três perguntas aos resultados que obteria o candidato do PSD Dr. Carlos Encarnação, face a cada um dos três eventuais candidatos do PS.

À pergunta "caso nas próximas eleições autárquicas, o PS concorra com uma lista encabeçada pelo Dr. Luís Marinho e a coligação PSD/CDS com uma lista encabeçada pelo Dr. Carlos Encarnação, em qual lista votaria", 31,6% escolheram Luís Marinho e 43,3% Carlos Encarnação.

A outra pergunta, sobre a eventual concorrência entre o Dr. Victor Baptista e o Dr. Carlos Encarnação, o primeiro obteve 30,4% e o segundo 42,7%.

Por fim, a uma pergunta sobre a votação no caso dos candidatos serem Luís Vilar e Carlos Encarnação, 27,8% declararam que votariam no candidato do PS e 43,6% no cabeça da coligação PSD/CDS.



II. - ANÁLISE

2.1. A Alta Autoridade para a Comunicação Social é competente
para apreciar a queixa, nos termos da alínea h) do artigo 4º da Lei nº. 43/98, de 6 de Agosto, e do nº 1 do artigo 15º da Lei nº 10/2000, de 21 de Junho.

2.2. Assevera o presidente da Comissão Distrital de Coimbra do
Partido Socialista que os resultados das duas sondagens diferem profundamente, sem que se vislumbre razão substancial para "diferença tão profunda e divergente".

Vejamos.

2.3. As duas sondagens apresentam semelhanças e diferenças nas
metodologias:

- Método de inquirição – Ambas as sondagens utilizam o método
de inquirição pelo telefone.

- Amostragem - A Eurosondagem recorreu a amostragem por
selecção aleatória simples dos números de telefone, a Euroexpansão procedeu a amostragem por selecção estratificada por freguesias.

- Selecção dos entrevistados – A Eurosondagem usou o método do
último aniversário, a Euroexpansão o método de quotas segundo o sexo e o grupo etário.

- Amostra – As amostras têm dimensões muito diferentes: 1525
entrevistados pela Eurosondagem e 603 pela Euroexpansão (mas a base para o estudo da intenção de voto foi ainda menor, apenas 561 eleitores, por terem sido eliminados os entrevistados que declararam tencionar abster-se).

Das diferentes dimensões das duas amostras resulta, para o mesmo grau de probabilidade, uma margem de erro de 2,5% para a Eurosondagem e de 4,1% para a Euroexpansão.



2.4. VOTAÇÃO EM PARTIDOS

A intenção de voto em partidos, independentemente dos candidatos, é a única pergunta comparável das duas sondagens. Mas, mesmo neste caso, é necessário recorrer a um cálculo, uma vez que a Euroexpansão considerou a hipótese de uma coligação PSD/PP e a Eurosondagem admitiu que os dois partidos concorrerão separados.

Depois de construído um denominador comum, temos:



PS

PSD + CDS


CDU


BE


O/B/N

NS/NR




Eurosondagem

Base= 1525




35,9




33,1




5,8




4,1




2,2




18,9





Euroexpansão

Base= 561


34,2


29,8


6,4




5,9


1,7


22,1




Intervalos













Eurosondagem

33,5 a 38,3


30,7 a 35,5


4,6 a 6,9


3,1 a 5,1







Euroexpansão



30,1 a 38,2


25,9 a 33,6


4,4 a 8,5


3,9 a 7,9






O/B/N – Outro Partido/Branco/Nulo; NS/NR – Não sabe/Não responde

Ou seja: as intenções de voto nas duas sondagens são semelhantes, se forem tidos em conta os intervalos de confiança.



2.5. VOTAÇÃO EM CANDIDATOS

A Eurosondagem opôs os cabeças de lista de todos os partidos, ou seja os cabeças de lista da coligação PSD, CDS/PP e PPM, do PS, da CDU, do BE. A Euroexpansão limitou o terreno à oposição entre Carlos Encarnação e cada um dos eventuais candidatos do PS. Resulta daí que as duas sondagens, nesta domínio, não são comparáveis.

Mas a comparação entre as duas sondagens não esteve, efectivamente, no centro da polémica, A questão dominante tem sido a disputa sobre a posição que alcançaria cada um dos eventuais candidatos socialistas num confronto com Carlos Encarnação.

A fazer fé na sondagem da Euroexpansão, Carlos Encarnação obteria resultados idênticos – ligeiramente acima de 42% - quer o candidato socialista seja Victor Baptista, Luís Marinho ou Luís Vilar. E os resultados que alcançaria cada um dos eventuais candidatos socialistas também não diferiria grandemente: 30,4% para Victor Baptista, 31,6% para Luís Marinho e 27,8% para Luís Vilar, situar-se-iam todos no interior das margens de erro.

A incerteza quanto às eleições autárquicas em Coimbra advém do comportamento dos indecisos. Segundo a sondagem da Euroexpansão, 25,1 dos eleitores não sabe ou não responde no caso de um confronto entre Luís Marinho e Carlos Encarnação, 26,9% no caso de uma disputa entre Victor Baptista e Carlos Encarnação e 28,6% se Luís Vilar for o opositor de Carlos Encarnação.



III. - CONCLUSÃO

Tendo apreciado uma queixa do deputado à Assembleia da República e presidente da Comissão Distrital de Coimbra do Partido Socialista Dr. Victor Manuel Bento Baptista, "no sentido de aquilatar do rigor e transparência" de uma sondagem da Eurosondagem e outra da Euroexpansão sobre a intenção de voto no concelho de Coimbra nas próximas eleições autárquicas, a Alta Autoridade para a Comunicação Social verificou que os resultados das duas sondagens são idênticos, tendo em conta os intervalos de confiança, e que não há indícios de qualquer violação das normas a que deve obedecer a produção de sondagens.





Esta deliberação foi aprovada por unanimidade, com votos de Carlos Veiga Pereira (Relator), Armando Torres Paulo, Sebastião Lima Rego, José Garibaldi, João Amaral, Manuela Matos, Maria de Lurdes Monteiro e José Manuel Mendes.





Alta Autoridade para a Comunicação Social,

em 27 de Abril de 2005



O Presidente


Armando Torres Paulo

Juíz-Conselheiro
Mano 69 disse…
Palavras para que é um artista português.
Anónimo disse…
volta Machado e "perdoa-lhes" que não sabem o que dizem.....
Anónimo disse…
O DR RUIVO VAI PRA SEGURANÇA SOCIAL E POR CAUSA DISSO ABANDONA O SEU BLOG?
...SE ISTO CONTINUA ASSIM O PONTE EUROPA ACABA...COMO SABEM A MAIOR PARTE DOS CAMAMARADAS SERÁ CHAMADA A RESOLVER MISSÕES DE ESTADO E DE DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO,NO CONTEXTO DA SALVAÇÃO DO CHOQUE SOCRÁTICO

APELO AOS COMPANHEIROS DO PORTA AVIÕES QUE AO ABRIGO DA SANTA ALIANÇA DO BLOCO CENTRAL,ENVIEM DOIS OU 3 MARINHEIROS PARA O MONDEGO,PARA TENTAR A SALVAÇÃO DO PONTE EUROPA

O PONTE EUROPA NÃO PODE IR ABAIXO...ELES TÊM DIREITO DE IR AO TACHO...

É A VIDA
Anónimo disse…
ACABOU O METRO,SERÁ QUE A ACABOU A ASSESSORIA-TACHO DO ESCRITÓRIO DO ADVOGADO-VEREADOR REBANDA?

A MERDA TODA É QUE
MESMO MUDANDO AS MOSCAS
O CHEIRO CONTUNUA O MESMO
..SÓ MUDA A COR

MAVT
Anónimo disse…
Aqui o vosso amigo Visconde De Trianon AKA Machado De Assis(esta é do meu neto)declara que se encontra em greve de silêncio, até que:

1- O Almirante se pronuncie sobre as informações que têm circulado sobre os seus amigos CANHA,HORÁCIO & REBANDA e que podem configurar um atentado às normas e à moral defendidas pelo refundador da queima das fitas.

2- O Dr de Abreu faça uma intervenção na Assembleia municipal a denunciar tudo o que sabe sobre o director Simões, que como é púbblico, continua a contar com o apoio do senhor da 8 de Maio

3-Seja descoberto quem é o "Pianista" e que posteriormente "o homem que não fala" faça um concerto no estádio cidade de cá

Do companheiro-camarada:
MAVT,à porta da Segurança Social, a aguardar pelo novo director,para ver se ele dá uma ajuda no processo da minha Pré -Reforma
Anónimo disse…
Encarnação ia muito bem para qualquer lado, acompanhado de mais uns quantos que além de não fazerem cá falta só nos fazia bem estarem longe ...
Anónimo disse…
VEJAM O INDEPENDENTE DE HOJE. JORGE COLEHO LANÇA "CULPAS" PARA FAUSTO CORREIA

Ministério Público fez buscas ao empreiteiro A. Santo e ao escritório do bastonário da Ordem dos Advogados, na semana passada. E descobriu que Jorge Coelho é gerente de uma empresa com escritório na urbanização que Américo Santo vendeu ao seu Governo para instalar a Loja do Cidadão. Coelho diz que comprou a sala em 2002, depois de ver um anúncio. Negócios entre José Luís Judas e a A. Santo, que prejudicaram a Câmara de Cascais em mais de quatro milhões de contos, estão a ser vistos à lupa.
Esperamos que nomes como Vargas Moniz, amigo e protegido de Fausto Correia, entre outros não sejam apertados.
Anónimo disse…
para resolver os vossos problemas do metro,cic,cunhas,académica, psd,ps...já exite a solução

basta ligar o canal viver e consultar o prof bambo no programa africa astrologia.

se eventualmente tiverem dificuldades para efectuar a ligação,sugiro que consultem o nosso amigo director do campeão das provincios,ex sócio do prof bambo e mentor do desenvolvimento desta nobre ciencia
Anónimo disse…
HPP PRIME

COM SEDE EM VISEU E REDACÇÃO EM LEIRIA ESTÁ DE NOVO NAS BANCAS O PRIME
COM DATA DE 31 DE ABRIL,SAIU EM MEADOS DE MAIO
A FOLHA ONDE APARECE SEMPRE PUBLICIDADE E FOTOGRAFIAS DO HPP

COMO DE COSTUME, ABUNDANTE PUBLICIDADE DA AUTARQUIA,DESTA VEZ EM VERSÃO EMPRESAS MUNICIPAIS:
UMA PÁGINA DA EMPRESA DE TURISMO E OUTRA DAS ÁGUAS
A OFERTA DO MÊS? (EU DISSE OFERTA?...NÃO ERA ISTO QUE QUERIA DIZER...QUERIA FALAR EM--------) MEIA PÁGINA DA CONCLUSÃO...PAGA ENCARNAÇÃO
Anónimo disse…
Looking for information and found it at this great site...
» » »

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime