Moqtada Al Sadr regressa ao Iraque

KUFA, Iraque (Reuters) - O poderoso clérigo xiita Moqtada Al Sadr apareceu em público pela primeira vez em vários meses na sexta-feira, para renovar a exigência do fim da ocupação militar norte-americana e se apresentar como líder de todos os iraquianos.
Comentário: Este desafio aos EUA é um sinal inquietante da incapacidade das forças de ocupação para controlarem os territórios que destabilizaram.

A derrota humilhante de Bush e dos seus cúmplices constitui um perigo para os países democráticos e para a civilização, a juntar à guerra civil que provocaram no Iraque e nos países vizinhos.

Comentários

e-pá! disse…
A guerra do Iraque encaminha-se para carrear todo o tipo de humilhações à administração norte-americana.
Mas não só!
G.W. Bush está - como dizem os alentejanos - de abalada, para o seu rancho no Texas, onde gastará os dias, naquilo que sabe: jogar pocker com Paul Wolfowitz (entretanto disponibilizado), a emborcar uns Wiskys e a promover "cow-boys parades" ...

O Mundo permanecerá ocupado com: a insegurança, equilíbrios frágéis e exposição à pilhagem. Continuará vítima da pobreza endémica, ecologicamente insustentável, sub-desenvolvido, assolado pela fome e guerras regionais, pejado de deslocados e, acima de tudo, desumanizado e injusto.
Porque teremos de pagar pelos seus erros - dele e da camarilha de "neo-cons" - e tolerar desvarios desta natureza?

Julgo lembrar-me que, na altura adequada, muitos gritaram:
- NÃO À GUERRA!

Torna-se cada vez mais enigmática a célebre frase do deposto e enforcado ditador Saddam (cito de memória):
"a guerra do Iraque é a mãe de todas as batalhas..."

Vamos deixar que assim seja?
Anónimo disse…
Porquê a relutância em falar do IMPERIALISMO da 'Elite'Americana?Os bois são bois,carago!!

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

O último pio das aves que já não levantam voo