Antes e depois

Antes e depois da conversão ao islamismo

Antes de ir a Fátima

Depois de ir a Fátima (é a segunda)

Comentários

Manuel Galvão disse…
Já um homem não pode ser Monge de Cister!

Se ele pode, porque não elas?

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido