O senhor Silva e o próximo governo

Cavaco Silva (CS) diz que transmitirá diretamente aos portugueses as decisões que vier a tomar mas já terá dito ao presidente do seu partido que o vai indigitar, ao contrário do que tinha prometido para chantagear o eleitorado.

CS prometeu não dar posse a um Governo sem maioria estável mas, atendendo aos interesses do PSD, o PR far-se-á esquecido, como sucedeu com a aquisição da vivenda Gaivota Azul ou o modo de pagamento das ações da SLN. Prefere um governo instável do seu partido a um governo estável do PS com apoio parlamentar do BE e PCP.

A divisão do PS, no que foi ajudado por alguns militantes, é o seu objetivo, desejoso de o tornar um mero ornamento do PSD igual ao CDS.

É preciso dividir a esquerda para que a direita se perpetue no poder.

A dignidade que as funções exigem é irrelevante para quem nunca as devia ter exercido.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

A desmemória e a dissimulação