Livro «Ponte Europa»


Para além da amizade, devo a Fernando Paulouro a dedicada atenção e generosa disponibilidade do meu antigo diretor no Jornal do Fundão, quando ali fui colaborador, convidado pelo saudoso Oscar Mascarenhas.

Esta referência elogiosa, de quem tem um nome ilustra a defender, como jornalista e escritor, não pode deixar de me sensibilizar.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …