Os bancos portugueses são sólidos

É pena que as oposições ao Governo, numa atitude patriótica, não destaquem a realidade que desmente as agências que especulam com os empréstimos que Portugal é obrigado a contrair.

Mereceu ao El País mais destaque do que à imprensa portuguesa.

Comentários

aires disse…
infelizmente

nem só as agencias conspiraram contra Portugal

tb alguns poderes do Estado

em concreto nosso venerando

que de modo verdadeiramente irresponsavel o fez

com eco nesse senhor Amaral, Freitas

que, passados dias,

defendia a nacionalização de mepresas quando as golden shares

não permitam a justa defesa do interesse nacional...

esquisito tudo isto, não é...

abraço

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975