Morreu um Saramago e meio

Não ignoro milhões de pessoas que vibraram com o mais dotado futebolista do tempo da ditadura, os pobres que tinham como única alegria os golos que marcava, as vitórias que alcançava e o sorriso simples que o mago do futebol prodigalizava.

Num tempo em que o País está a ser reduzido àquele em que Amália, Eusébio e a Irmã Lúcia foram o paradigma do regime, que os utilizava na sua máquina de propaganda, a morte de Eusébio é a última ausência dos grandes nomes do País de Fátima, Futebol e Fado.

Só o respeito pela família e amigos do grande futebolista me impede de dizer tudo o que sinto, que preferia ter acordado com a notícia da morte de quem decretou três dias de luto nacional por Eusébio e dois por Saramago, de quem não leu os Lusíadas e não teve o mesmo respeito pela morte de Vítor Alves, Melo Antunes, Marques Júnior, Salgueiro Maia ou Vasco Gonçalves.

Para Cavaco Silva, uma luminária da cultura e expoente da democracia, que decretou dois dias de luto por José Saramago, com azia e brotoeja, Eusébio vale um Saramago e meio. Teve direito a três dias de luto.

Comentários

JM Correia Pinto disse…
É uma estupidez, é que não há mesmo outra palavra, colocar Eusébio ao lado da Irmã Lúcia. Como é que o futebol torna as pessoas normais tão irracionais.
Dupla estupidez porque, além do mais, Salazar estava-se nas tintas para a Irmã Lúcia
Leia aqui, por favor
http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=6397025487164570352#editor/target=post;postID=8457055120770474599;onPublishedMenu=posts;onClosedMenu=posts;postNum=15;src=link
JM Correia Pinto disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
e-pá! disse…
Neste período de dificuldades em encontrar um aceitável posicionamento político e cavalgando uma obsessiva busca de 'consensuais compromissos' não me admiraria que o inesquecível futebolista Eusébio já esteja a ser 'empurrado' para o Panteão Nacional... e colocado ao lado de Amália.
A campanha já arrancou link ; link e certamente sensibilizará ('iluminará') Cavaco Silva...
septuagenário disse…
Politizar sim, mas o que Eusébio representa é algo mais do que um salazarismo ou abrilismo qualquer.

Ele representa uma portugalidade em que ultrapassa o pontapé na bola.

Há muito europeu e europeista que de branco só já tem os dentes, que se devia interrogar porque já vemos avançados escuros na selecção sueca.

E sobre os três éfes, é bom não esquecer que tentou-se em certa data, alterar as orações na Catedral da Luz e na Capelinha das aparições, mas o latim ainda ficou mais aperfeiçoado.
Jorge Martins disse…
Comunas serão sempre comunas que tem uma coisa a ver com a outra, se acham estes tristes da sociedade...

Mensagens populares deste blogue

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Nigéria – O Islão é pacífico…

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …