A frase


«Como não há livros que gostaria de ler, escrevo-os eu»

(José Rodrigues dos Santos, jornalista e escritor, ao Jornal I)

Comentários

Manuel Galvão disse…
Li 2 livros e foi o suficiente para perceber quem escreveu os livros que ele assina... Um para ser vendido em cada Natal...
andanças disse…
a criatura passou se
luciano leal
josé neves disse…
O que este bacano, vendedor no templo do negócio dos livros, nos diz é que nunca leu um único livro além dos que são produzidos na sua linha de montagem.
E será que, mesmo estes, terão sido lidos ou apenas dada uma revisão?

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A desmemória e a dissimulação

Miranda do Corvo, 11 de setembro