Manuela Ferreira Leite e a política

Pouco mais de um terço dos votos expressos por militantes do PSD não dão a Manuela Ferreira Leite (MFL) legitimidade nem força para impor um projecto e uma estratégia (se acaso os tem) ao partido que hesita entre a matriz social-democrata do seu fundador, a utopia neoliberal de António Borges, a mediocridade de Passos Coelho e o populismo de Santana Lopes.

Por outro lado, MFL revela-se cada vez mais uma excelente avó e cada vez menos uma figura política. A sua relutância em sair de casa, à noite, seja para a festa do Pontal ou para as numerosas solicitações partidárias de fêveras e sardinhas assadas, é uma decisão prudente para o colesterol e para o fígado mas perigosa para a popularidade junto dos militantes e para o seu futuro político.

Por muitas razões de queixa que o país tenha do PSD, por mais vergonha que sinta de Durão Barroso e de Santana, o partido continua a ser imprescindível para a democracia e para a necessidade de uma oposição credível ao actual e futuros Governos.

Grave é se o silêncio de MFL se deve a uma maquiavélica estratégia de entregar ao Presidente da República o ónus da oposição e os truques rasteiros que são apanágio da luta partidária. Pior só o supremo sacrifício de se imolar para abrir caminho a um neoliberal da linha dura que o PR possa ter na manga.

A sintonia do PR e de MFL, nas poucas vezes que falam e raríssimas em que acertam, pode ser eficaz para desgastar um governo que enfrenta a pior conjuntura económica das últimas décadas mas é ainda mais eficaz para desintegrar o PSD e abrir as portas de um liberalismo que se vem revelando perturbadoramente anacrónico e perigoso. Em Portugal e no mundo.

Comentários

eng.rui.silva disse…
Aquela "senhora" de nome tipicamente português, Ana, acusou-me de nunca ter andado na faculdade!

ehehehehehe, deve-me estar a confundir com alguém que fez cadeiras por fax ! ahahahahaha

Isto há cada um, ops desculpem cada "uma" !!!

Estas tertúlias no café de Celas (Myflower) fazem mal às pessoas, sabe, ficam ressabiadas... eh eh

mas....

CUUUUIDAAADOOO Olhem que os Centros Comerciais são fruto do capitalismo americano!!! e vocês andam por lá!!!!!!!!... xiiiiii eheheheheh
eng.rui.silva disse…
Está tudo doido... o mundo está ao contrário...

Veja-se este Texto de José Manuel Silva, reputado municipe do PS de Leiria, ex Director Regional de Educação do Centro:

"Esconjurar os fantasmas
Quase quarenta anos depois da morte, António de Oliveira Salazar, o homem que presidiu aos destinos do país durante 48 anos, continua a assombrar os espíritos de alguns portugueses. A ideia de lhe dedicar um museu na terra natal desencadeia paixões, intolerâncias e antifascismos serôdios.
O país que glorifica o Marquês de Pombal, um dos maiores déspotas que governaram o país, e que mantém a fé na mesma Igreja que criou e geriu a Inquisição, cuja ignomínia não tem perdão, é o mesmo que se atiça contra Salazar. É tempo de esconjurar mais este fantasma. A História não se nega, nem se apaga, estuda-se."

A minha alma está parva!

Bem, eu já acredito em tudo, desde o suposto engenheiro a governar à direita, a dar-se bem com os banqueiros e com os capitalistas deste país... JÁ ACREDITO EM TUDO!!!!!
Senhor Engenheiro:

Peço-lhe que debite as suas profundas análises políticas no «Espaço dos leitores» ou em caixas de comentários cujos textos tenham relação com o que escreve.
eng.rui.silva disse…
OK ! Peço desculpa...

Um abraço

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

O último pio das aves que já não levantam voo