Morrer pelas ideias, morrer por 25 Francos!

Como dizem os franceses, “forte oportunamente” nesta época de por vezes demagógicos ataques aos salários dos políticos, Alain Garrigou, acaba de publicar, na Les Belles Lettres, o livro « Mourir pour des idées - La Vie posthume d'Alphonse Baudin ».

Trate-se da historia trágica de um dos primeiros defensores em França do pagamento de salários aos políticos. Baudin morreu numa das barricadas de Paris, em 3 de Dezembro de 1851, durante o golpe de Estado de Louis Napoléon Bonaparte ; à época, “et pour cause!”, os parlamentares de direita mas também boa parte dos de esquerda estavam contra o pagamento de « indemnités » (no caso, eufemismo para designar salário pago a político)

Nota: Numa altura de forte ataque aos políticos, vale a pena publicar esta informação que me chega de um amigo - Eduardo Costa Dias.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Insurreição judicial