Os perigos dos directos...

A falta de educação de um ouvinte

Nota: O carácter obsceno da linguagem do ouvinte aconselha a não ouvir.

Como diz, DMA, especialista em comunicação: « Os riscos dos directos. Há sempre um ouvinte muito mal educado à espreita de uma oportunidade. CONDENÁVEL.»

Comentários

e-pá! disse…
Quem numa entrevista ao DN afirmou:
"Tornar obrigatório o ensino da educação sexual resume-se a dizer: forniquem à vontade, divirtam-se, façam o que quiserem mas com higiene.", sujeita-se à boçalidade de um qualquer interveniente mais afoito...

É a vida.
soudocontra disse…
E que estatuto decente tem este monárquico ainda por cima com o epíteto obsceno de "sucessor.." de pulhas reconhecidos, para se sentir atingido por estas obscenidades de um popular corajoso, se ele próprio é uma obscena figura pública, nos sistema político que vivemos, bom ou mau, não interessa, mas infinitamente melhor apesar de tudo do que a corrupta, assassina e obscena monarquia que ele representa!?!!?!?

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?