Durão Barroso dos tempos do MRPP

O conteúdo mudou, mas a forma prolixa de comunicar continua a mesma.

Comentários

ana disse…
Tão querido! Mas afinal o que é que ele disse?
e-pá! disse…
A verborreia cheia de lugares-comuns no seu esplendor!

Um chorrilho de chavões vazios de conteúdo.

58 segundos de tempo de antena para dizer que a "Inter-Comissões de Luta" tinha aprovado uma moção, ou uma resolução, contra o Serviço Cívico. É obra!

Arrepiante é saber que esta "cabeça" preside à Comissão Europeia.

Hoje, tornou-se no marketeiro(expressão brasileira) dos vulneráveis consensos que pretendem afastar-nos da profunda crise da economia real.

Os neurónios são os mesmos. Como se sabe não se regeneram, nem se recuperam. Somente, podem esclerosar-se ou definhar-se.
André Pereira disse…
Português a todo o custo?
Há lugar para nacionalismos na União Europeia?

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita