EGIPTO: A pressão aumenta...

Depois da gigantesca manifestação anti-Mubarak de ontem, quer as inflexíveis exigências internas - expressas no apelo de El Baradei publico - quer a pressão externa, nomeadamente, do seu principal aliado político - os EUA publico - acentuam-se.

O apego de Hosni Mubarak às rédeas do poder, facto que ao longo de 30 anos tem dominado a cena política do Egipto, continua a ser um factor de instabilidade na resolução da dramática situação egípcia, face à revolta popular.

Ontem, por coincidência ou estrategicamente, surgiram as primeiras e timidas manifestações pró-Mubarak... diariodigital


O agonizante prolongar desta situação de impasse é tipicamente árabe. Negociar ad eternum para vender caro. Neste caso, esta táctica, será uma das veredas para o caos.
E, pior, um caldo de cultura para a guerra civil.

Comentários

agonizante prolongar desta situação de impasse é tipicamente árabe

é?
então devemos ser árabes não?

de resto há muitos blogues egípcios a funcionar

há muitas divisões mesmo entre os oficiais

o resultado quem sabe
e-pá! disse…
Gripe:

- "então devemos ser árabes não?"

Não exactamente! Há, contudo, por cá, muitos resíduos da cultura berbere que, como sabe, cedo se "arabizou"...

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime