Reflexão

Esta direita que ainda domina o PSD e o CDS, a direita que deixou o país num estado lastimoso e a banca em estado comatoso, já não esconde a ansiedade com que deseja um fracasso do atual governo e o agravamento da situação interna do país.

Para se manter nos seus próprios partidos, procura regressar ao poder através do descrédito e da intriga, que promove cá dentro e lá fora, contra um módico de justiça social que está a ser levado a cabo.

Nunca uma direita, que vale tão pouco, foi tão dotada para parasitar o poder. Só lhe falta a cumplicidade do anterior mordomo, em Belém.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975