E dá resultado?

Mas não há provas da eficácia

Comentários

Julio Carrancho disse…
A definição mais apropriada da cerimónia: um ato de charlatanice beata!
A ICAR sempre apelou para a superstição e crendice a fim de vender o seu falso produto à ignorância do povo!
Desonestidade.
Por isso, o motivo por trás da bênção é tentar perpetuar insuficiência intelectual no subúrbio para onde o agente do papa foi destacado e onde ganha a vida executando esses tristes ensaios. Um ator do circo papal.
E Portugal está tristemente a abarrotar deles!
Mano 69 disse…
KJV-1611: 1:27 “He it is, who coming after me is preferred before me, whose shoe’s latchet I am not worthy to unloose.” (Joh 1:27 av)

Ó vuvuzela Carrancho você também pertenceu a esse circo como teólogo Batista! O que o levou a abandonar o chapitô?
Julio Carrancho disse…
Sugiro que obtenha um dos meus livros onde vai descobrir resposta à sua interessante pergunta.
http://www.lulu.com/content/paperback-book/while-a-religious-man/4600624
Mano 69 disse…
O meu inglês é técnico como o do primeiro-ministro português.

Mas obrigado pela resposta vuvuzela Carrancho.
André Pereira disse…
Não chamem o MP de SP...
Mano 69 disse…
Sr. Pereira seja bem-vindo!

Mensagens populares deste blogue

Notas sobre a crise venezuelana…

Vasco Graça Moura