É a vida...


Comentários

MFerrer disse…
Será já o resultado do mal da profundidade? Da clautrofobia ou da asfixia marítima?
E aquele bater de mão no peito? Aquelas idas a Fátima?
Aqueles suspiros pelos agricultores?
Para quando uma conferência de imprensa sem direito a perguntas?
Para quando uma justiça digna desse nome?
andrepereira disse…
ou será uma "agenda política oculta" do MP? Que os calendários da investigação batem sempre certo com a realidade política... não haja dúvidas.
Depois de o voto popular ter fortalecido PP, logo teria que vir a santa inquisição, digo investigação, mandar Portas piar fininho... Será assim?
Morcego disse…
Desculpem-me o atrevimento mas acho que temos aqui na Ponte muitos juízes que já leram a sentença e condenaram o Paulinho das feiras, assim como noutras paragens outros condenaram o nosso PM e respectivos muchachos no freeport, ou tantos outros casos ao longo do tempo (lembrei-me agora do famoso caso do fax de macau...). Simpatias...
Morcego:

Onde está qualquer acusação?

Não estamos no tempo de Portas/Celeste Cardona/Adelino Salvado em que este último violou o segredo de justiça para destruir Ferro Rodrigues.

A isso chama-se conspiração. Como as escutas não eram legais, Adelino Salvado foi «salvado».
Morcego disse…
Caro Carlos Esperança,
Excedi-me no comentário, interpretando mal as entrelinhas e sugestionado pela imagem. Por outro lado, como todos sabemos, conspirações há muitas e de todos os lados! A questão é que muitas vezes não vêm à tona.
MORCEGO:

Os seus comentários são sempre bem-vindos, sejam em que sentido forem.

A defesa do pluralismo é uma luta que travo há 50 anos.
Peguei na "pena" com intenção de dizer aquilo que afinal André Pereira já disse. O "caso" Freeport, que "envolve(?)" o 1º ministro, esteve adormecido vários anos e só acordou nas vésperas das eleições. Dois dias depois destas, quando se põe como cenário possível para um governo de maioria absoluta uma coligação do PS com o CDS, eis que "acorda" o caso dos submarinos - que envolve Paulo Portas - do qual já ninguém se lembrava.
Ele há cada "coincidência"!
AHP:

Marinho Pinto chamou-lhe ontem «terrorismo judiciário».
Morcego disse…
Mais um sinal de como a partidarização da nossa sociedade (adm pública, MP, etc...), comandada ao longo dos anos pelo PS e PSD, está a aprodrecê-la. Já desconfiamos daquilo que nunca devíamos desconfiar. É incrivel: todos pensam em conspiração(!), todos duvidam da seriadade dos agentes judiciários, económicos, políicos. A falta de confiança no funcionamento das instituições é terrível!
Como inverter este panorama? Como despartidarizar as instituições?

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime