10 de dezembro – efemérides – o melhor

1520 – Martinho Lutero queima, em público, a bula papal que o excomungava da Igreja católica. Condenado ao Inferno católico deve ter emigrado para o Paraíso protestante.

1836 – Um decreto real determina a abolição do comércio de escravos nos domínios portugueses. O rei acabou com direitos bíblicos milenares.

1948 - Declaração Universal dos Direitos Humanos

1984 – O Bispo Desmond Tutu, dirigente da campanha antiapartheid na África do Sul, recebe o prémio Nobel da Paz.

1998 – José Saramago recebe o Prémio Nobel da Literatura, perante o azedume do Vaticano, as diatribes do Sr. Duarte Pio, a euforia dos leitores e o orgulho de Portugal.

Fonte: DN

Comentários

Faz 65 anos a Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Mensagens populares deste blogue

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Nigéria – O Islão é pacífico…

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …