A marinha suíça e a cultura governamental portuguesa

A Suíça, que não possui forças armadas regulares, dispondo de cerca de um milhar de militares que dão instrução aos milicianos. São os únicos militares profissionais de que dispõe e que se distribuem pelo Exército e Força Aérea.

O facto de ser um país interior dispensa-a da Marinha embora disponha de cerca de uma dezena de barcos patrulha nos lagos nacionais, designados, por graça, como a «marinha Suíça».

Não tendo mar, não se entenderia que o Governo suíço tivesse Marinha tal como em Portugal não se compreende que este Governo tenha uma pasta para a Cultura. Mas tem. E o titular chama-se Jorge Barreto Xavier e é o autor do despacho ilegal que autorizou a alienação dos quadros de Miró.

Este homem está para a Cultura como os vegetarianos para o leitão à Bairrada.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido