Em defesa da laicidade. Diário do Governo n.º 152, de 3 de Julho de 1911


Comentários

e-pá! disse…
A existência de uma 'Direcção Geral dos Eclesiásticos' é, nos dias que correm, surpreendente. Mas traduz a vivência dos primeiros tempos da República, tempo em que a ICAR, habituada a exercer 'poderes temporais' ilimitados, em tudo mandava e interferia.
Bernardino Machado que chegou a ser acusado por alguns republicanos de ser um 'cristão novo' mostra possuir uma noção muito concreta e equilibrada da 'liberdade religiosa', como uma condição só realizável em pleno quando o Estado assume com integridade e convicção a sua laicidade decorrente de uma real e objectiva 'separação de poderes'.
Relembremos que Bernardino Machado chegou a propor que o domingo (dia de descanso semanal), desde há muito 'colonizado' pela religião (dita 'tradicional'), fosse designado por:'dia da liberdade'...

Mensagens populares deste blogue

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Nigéria – O Islão é pacífico…

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …