Itália: Renzi, Alfano e Padoan...


A Itália está a viver mais uma mutação política que resulta essencialmente de acertos (de contas?) no PD e de ‘ajustamentos’ com Angelino Alfano do partido NCD (Novo CentroDireita) e ex-delfim de Berlusconi.
 
Para além da novidade da paridade de géneros entre o pleno de ministros dirigidos por Matteo Renzi link, fundamental para prever a evolução da política italiana será analisar o perfil do novo ministro da Economia e Finanças, Pier Carlo Padoan, ao que parece ‘sugerido’ pelo presidente da República Giorgio Napolitano.
Trata-se de um reputado economista com um ‘circuito profissional’ muito significativo e revelador.
No espaço europeu foi consultor na Comissão Europeia e no Banco Central Europeu.
A nível internacional trabalhou no Banco Mundial e foi economista-chefe na OCDE.
Em Itália desempenhou funções de director executivo do FMI.
Com este currículo o curso da política económica e financeira italiana tornou-se bastante previsível.
 
Nota: Até ao momento não foram anunciadas relações com o Banco de Investimento Goldman Sachs…

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975