“Alguns traidores houve algumas vezes”…

Finalmente, surge a denúncia clara do comportamento da Oposição (PSD/CDS) na discussão do OE2016 em Bruxelas link.

Já todos suspeitávamos dessas atitudes comportamentais à margem das negociações mas as declarações de quem nestes dias esteve no olho do furacão são clarificadoras.
Hoje, ou amanhã, aparecerá essa mesma Oposição a negar tudo e mais alguma coisa dentro do espírito de mendacidade que a norteia. Será no entanto difícil apagar a imagem de oportunismo, de colaboracionismo, para não dizer de deslealdade política.

Um País pouco pode esperar de uma Oposição que se alimenta de aleivosias, de conspirações e de tráfico de influências.

Ao contrário das vãs esperanças de ‘chumbo’ que a Direita com um crescente alarido diariamente alimentava, existe um OE (possível) capaz de conseguir a aprovação maioritária do Parlamento. Podia ser outro, mais generoso com os cidadãos, mais reversivo da austeridade, mais estimulador do crescimento, mas de certeza que é melhor - e substancialmente diferente - daquele que um Governo dirigido por Passos Coelho apresentaria. Mesmo após a sua recente 'conversão' à social-democracia. Perdão: Social-Democracia, Sempre! (é assim!).

E o melhor será encerrar este assunto com uma estrofe dos Lusíadas:

“Ó tu, Sertório, ó Nobre Coriolano,
Catilina, e vós outros dos Antigos
Que contra vossas Pátrias com profano
Coração vos fizestes inimigos:
Se lá no reino de Sumano
Receberdes gravíssimos castigos,
Dizei-lhe que também dos Portugueses
Alguns traidores houve algumas vezes.”

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975