Uma obsessiva reprise…

Em tempos de desalento, de desorientação e de deambulação pelo País a tendência para as reprises é avassaladora. Em 3 de Junho de 2011, Passos Coelho declarou-se “preparado para governarlink.

Foi o que se viu, se sentiu na pele e acabou dispensado de tal ‘encargo’ nas eleições legislativas seguintes.

Passados quase 6 anos, a 28 de Fevereiro 2016, depois de uma volta de traineira pelos mares de Viana do Castelo, provavelmente um pouco mareado pela ondulação, brindou os portugueses com uma novidade: “O PSD está preparado para governar”… link.

Uma obsessão pouco inovadora mas que define efectivamente o que anda por aí a fazer batendo com a mão no peito de que não deseja uma crise política.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita