Momento de poesia

O vidente que se enganou.
Poema de António Russo Dias



Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido