Reflexão

Em Portugal, a comunicação social é acusada de estar sempre ao lado do poder. É uma afirmação profundamente injusta.

Se é verdade que tal aconteceu durante o governo de Passos Coelho e Paulo Portas, hoje é rotundamente falso,

Nunca, como agora, no governo de António Costa a rádio, a televisão e os jornais foram tão independentes do poder e tão acirradamente oposicionistas.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido