Marcelo Rebelo de Sousa / Sampaio da Nóvoa

Marcelo ao dizer que a Presidência da República não é para soldados rasos, admitiu que as promoções se fazem a conspirar dentro dos partidos e a participar no rali das febras com os militantes.

Foi deprimente ver o Professor a despromover o seu Reitor, como se o facto de não estar matriculado num partido lhe impedisse o imaculado currículo cívico e académico.

O candidato da direita, ao acusar o adversário de esquerda, independente, de não ter currículo, foi arrogante, injusto, e deu azo a que lhe exponham o cadastro.

Comentários

Jaime Santos disse…
Estalou o verniz. Que pena que os outros candidatos a sério não disponham de mais de 15 dias para expor o Marcelo Rebelo de Sousa que se esconde por trás da bonomia de fachada que presidia às homilias dominicais...

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975