O coveiro


O coveiro que desejou enterrar os adversários, numa sede de vingança que a sua débil formação democrática exigia, não conseguiu abrir uma cova maior do que a sua própria dimensão.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido