Brincar aos Estados

Entra em vigor nesta terça-feira a nova lei sobre cidadania, residência e acesso ao Estado do Vaticano, promulgada pelo papa Bento 16 em 22 de Fevereiro.

Com a norma, a cidadania não é mais atribuída automaticamente a todos aqueles que residem no Vaticano, mas somente às pessoas que exercem cargos públicos ou prestam serviços ao Estado. Com isso, os familiares destas pessoas devem solicitar a cidadania.

Nota: O Vaticano é um bairro de 44 hectares de sotainas e o único Estado sem maternidade.

Comentários

Também deve ser o Estado com maior taxa de senilidade
e-pá! disse…
Julgo que para além das catacumbas reservadas aos pios sumo-sacerdotes, não terá cemitérios, bem como hospitais, creches, orfanatos, etc.

Porém, segundo creio, já teve lupanares...privativos, do tipo "bunga-bunga".

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime