Roma já tinha má fama


Ruggero Conti, pároco da Igreja da Natividade de Maria Santíssima, na periferia de Roma, foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão por ter abusado de sete meninos entre 1998 e 2008.

A sentença da VI Secção do Tribunal Penal de Roma aplica ainda várias penas acessórias, como a interdição perpétua para ocupar cargos públicos (o padre era também assessor para a família do autarca Gianni Alemanno), e condena Conti a indemnizar as vítimas com uma quantia total próxima dos 300.000 euros.

Comentários

15 anos por 7 miúdos é muito


olha se fizessem o mesmo por cá

aqui dá só umas semanas por cada miúdo

deviamos por anúncios com rapazinhos nas praias máximo de prisa 7 ou 8 meses e na Madeira oferece-se um miúdo por cada mês de férias

temos de competir com a Tailândia e com o Brasil

e era uma maneira de renovar o clero

que os nossos tão velhotes

venha a fátima e coma uns miúdos

com sal são muito bons
É de facto uma enorme infâmia.Pois os chamados Socialistas são uns
impostores porque êles usam o rótulo de Socialistas,sendo afinal
partidários do Liberalismo e do Livre Mercado em que cada qual se safa como pode.Os Conservadores,são
os que querem conservar a Norma de
que o Poder Económico,a Plutocracia
é que governa os Destinos do Mundo,
e esta Plutocracia tem a bênção da
Santa Madre Igreja cujo Chefe no
traje e pompa acompanhado pela sua Côrte de Bispos e Cardeais,até parece um Imperador,e infelizmente
no Parlamento Europeu,os chamados Partidos Populares que são cristãos
e formam o Rebanho do Senhor,téem a maioria.Portanto a conclusão a
tirar é que os cristãos,sendo maioria,aprovam esta infâmia.
E seja o que Deus quizer.Mas o Deus
dêles é Mercúrio que é o Deus do Comércio e dos Ladrões,cuja estátua
está na Bôlsa de Valores.

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime