Basta!

Já não nos bastava a insensibilidade social deste Governo. Agora, perdeu a compostura educativa link.

A utilização de militares na reserva como ‘contínuos’ revela uma concepção educativa anómala e distorcida. Nem os pavilhões de aulas são casernas, nem os recreios paradas.

Os militares tem funções e competência definidas à volta de uma condição.  Essa condição é a militar e compreende subordinação, hierarquia, disponibilidade, riscos, disciplina, ética, direitos e deveres especiais. 
Transpor esta condição para as escolas é mais uma macabra fantasia de um Governo que só pensa poupar uns cobres em assistentes operacionais à custa da subversão dos objectivos específicos de formação dos alunos.

Quem não compreende isto, não entende nada de educação. Já não bastavam os cortes. Agora caminha-se para a perversão do campus escolar encaminhando militares para funções que lhes são estranhas. 

Os militares mereciam melhor tratamento e os alunos, professores e famílias mais respeito. A Escola é, por princípio, um antro da Pax. Excepto para os insensíveis senhores que ainda nos governam.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …