Brasil ou o salve-se quem puder.

Os supostos desabafos de José Dirceu a ‘amigos’, transcritos pelo “Estadão.com.br” link, vêm acicatar o problema da corrupção no Brasil e lançar a confusão política.
Os escândalos ‘Mensalão’ e ‘Lava Jacto’ continuam a corroer a sociedade brasileira e a minar a democracia, sem que o sistema político brasileiro manifeste capacidade em reformar-se. Este o drama brasileiro e não só o do PT. A corrupção no Brasil é endémica e transversal a todo o sistema partidário.

Mesmo tomando em consideração que a notícia publicada no 'Estadão' versa conversas ‘off record’ de José Dirceu (condenado pelo papel desempenhado no ‘Mensalão’) a mensagem que o jornal tenta passar é a de que o cerco começa a apertar-se à volta da actual ocupante do palácio do Planalto, não poupando o seu antecessor.

E a desvalorização do papel político do PT, no Brasil de hoje, não é inocente. Como não é despiciendo analisar que órgão propala a notícia.

O “grupo Estado”, de que o “Estadão.com.br” é - desde 2000 - a versão on line, tem uma longa história. Ninguém ignora o seu apoio aos militares que, em 1964, instauraram a ditadura e o visceral combate que alimentou contra o então Presidente João Goulart. Esta opção profundamente golpista viria revelar-se trágica. Poucos anos mais tarde (1968) o grupo mediático de S. Paulo, ao denunciar evidentes e selváticos atropelos das presidências ditatoriais militares, foi submetido uma feroz censura que rapidamente levou à sua suspensão.

Hoje, a versão on line, parece tentada a percorrer o mesmo caminho cometendo os mesmos erros.
O ‘impeachment’ da actual presidente conspurca sub-repticiamente esta notícia. O que se seguirá a esse ‘impeachment’ não é, contudo, revelado na desbragada notícia, mas não será difícil adivinhá-lo. Os indícios estão aí… link, para quem quiser ver.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A desmemória e a dissimulação

Miranda do Corvo, 11 de setembro