Grécia: Cozedura em lume brando…

Mais uma reunião dos ministros das Finanças do Euro-grupo sem fumo branco para usar uma linguagem piedosa.
A desculpa de que ‘houve pouco tempo para fazer uma avaliação mais aprofundada das propostas’ [gregas] link é o verdadeiro ‘encanar a perna à rã’.

Quem acreditar na esfarrapada desculpa pensará que os credores são um sujeito passivo no processo ou que as negociações começaram esta manhã. Tratar os cidadãos europeus como atrasados mentais é insultuoso. 

Na verdade, o processo é o inverso. Tendo a faca e o queijo mas mãos os ‘credores’ tentam impor condições draconianas para libertar a última tranche referente ao 2º. resgate grego.

O Governo grego tem tentado compatibilizar essas condições de prossecução da austeridade com o programa que se apresentou aos eleitores centrado no repúdio de uma 'espiral de empobrecimento'.
A contraproposta (a proposta é propriedade dos credores) apresentada pelo Governo grego na reunião de hoje decorre de um esforço para chegar a um acordo. 
Os credores sabem perfeitamente as exigências que fizeram e hoje tiveram a resposta às condições impostas. Não precisam de fazer mais contas pois andam há meses a fazê-las.

Neste momento, ao que assistimos é o ‘cozer em lume brando’ um País para castigar um Governo. Chega de malabarismos. Não tentem, de modo tão grotesco, tapar os olhos ao ceguinho…

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade