ETA - Boa notícia

Três presumíveis membros da organização separatista basca ETA foram presos hoje pela polícia francesa em Gerde (no Sudoeste da França), e um deles foi identificado como o novo chefe da ETA militar, anunciou o Ministério do Interior em Paris.

Comentários

e-pá! disse…
CE:

O desmembramento da ala militar da ETA, ou a decapitação das chefias duras defensoras do prolongamento da luta armada, já foi, tantas vezes, anunciado que me faz lembrar a mitológica figura helénica - Fénix (pássaro que renascia das cinzas...).

Não raro, após estes mediáticos anúncios, há a lamentar atentados mortíferos, que funcionam (para a ETA) como um sinal vital de sobrevivência ou de persistência.

Continuo a pensar que a ETA desperdiçou, diria desbaratou, no anterior mandato de JL Zapatero, a magna oportunidade de conseguir uma ampla autonomia para o País Basco, semelhante à conseguida pela Catalunha.

Além do sector radical da ala militar que não abdicou das teses "independentistas", o PP de Rajoy, ainda sob a sombra nefasta de Aznar, acolitado pela Igreja, tratou de boicotar e denegrir os esforços institucionais do 1º. ministro espanhol, para resolver a crise das nacionalidades que desde o fim da guerra civil (antes até!) dilacera o reino.

Agora, para a ETA, pouco mais lhe restará do que cair aos poucos no terreno, vender cara a derrota, sem honra nem glória.
Isto é, com a perda progressiva do apoio popular que, neste momento, se concentrará nas concepções que vão ao encontro de uma ampla autonomia.

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime